Alerta: Mais mulheres são diagnosticadas com câncer de boca

Cresce a incidência de câncer de boca em mulheres

Cirurgiões de cabeça e pescoço alertam que mais mulheres estão sendo diagnosticadas com câncer de boca.

Pesquisas estão em andamento para ajudar a desvendar o que está alimentando essa alarmante tendência.

“Esses cânceres de boca historicamente ocorrem em homens mais velhos, particularmente fumantes e bebedores de bebidas alcoólicas”, afirmou o professor associado Carsten Palme, diretor de cirurgia de cabeça e pescoço da Chris O’Brien Lifehouse.

Segundo ele, cirurgiões  na Austrália (seu país de origem) e também em outros países vem identificando um aumento no número de mulheres diagnosticadas com casos de câncer bucal em estimados em 5% a cada ano.

Essas mulheres não apresentam fatores de risco tradicionais e seu diagnóstico geralmente acontece sem uma correlação estabelecida.

“Muitas pesquisas no momento em nossas instituições estão sendo feitas para tentar identificar exatamente o que está acontecendo e por quê”, afirma o Dr. Palme.

Mulher jovem com câncer de boca

Palme relata o caso de uma paciente com 18 anos, que apresentou uma úlcera no lado direito da língua.

Inicialmente se pensava tratar-se de uma úlcera traumática benigna que acabou sendo identificada como um câncer de língua em estágio três, afirmou Palme.

“Estamos comumente vendo mulheres entre 20 e 40 anos presentes em nossas clínicas, de forma rotineira”, disse ele.

Conforme o Instituto Australiano de Saúde e Bem-Estar, mais de 5.000 australianos são diagnosticados com câncer de cabeça e pescoço a cada ano.

Os médicos da Chris O’Brien Lifehouse estão usando rotineiramente abordagens inovadoras para remover e reconstruir a mandíbula de pacientes para auxiliar na cura do câncer.

Os médicos relatam o caso de outra paciente de 49 anos. Ela foi diagnosticada com câncer de células escamosas em sua gengiva e os médicos disseram que remover toda a mandíbula superior lhe proporcionaria um melhor prognóstico de cura.

Cirurgia complexa

Por si só, a cirurgia causaria deformidades estéticas significativas e tornaria a alimentação, a deglutição e a fala extremamente difíceis.

Temia-se que a paciente saísse da cirurgia com o rosto desfigurado.

A equipe da Lifehouse de cirurgiões criou um modelo 3D da mandíbula da paciente que lhes permitiu virtualmente mapear sua complexa operação.

Planejamos tudo no computador antes da execução da cirurgia.

“Para algo tão complicado como a mandíbula, é absolutamente crítico”, disse o Dr. David Leinkram, cirurgião oral e maxilofacial da Lifehouse.

Os médicos usaram a posição dos dentes superior e inferior da paciente como ponto de partida para a reconstrução.

“A equipe buscou manter esses dentes exatamente onde eles estavam anteriormente e então planejou-se a reconstrução e o implante dentário imediato naquele momento”, afirmou o Dr. Palme.

Seis semanas antes da grande cirurgia, colocaram implantes de titânio e enxertos de pele no osso da fíbula. Os enxertos de pele formariam sua nova gengiva superior. Três segmentos desse osso e vasos sanguíneos próximos seriam eventualmente removidos para construir sua nova mandíbula.

Durante o processo de pré-fabricação na perna, dentistas especializados obtiveram um molde para ajudar a construir uma ponte para os novos dentes de acrílico.

“Esse caro aqui relatado é um exemplo fenomenal do que se pode alcançar atualmente”, afirmou o Dr. Palme.

“Nos últimos anos, conseguimos realmente automatizar esse processo, acelerar esse processo e realmente fazer parte da nossa rotina de atendimento a esses pacientes”, disse o Dr. Palme.

A paciente está de volta à sala de aula fazendo o que ela ama fazer melhor, dar aulas. Ela não parece ter tido a mandíbula removida e está feliz com o resultado.

“Fico encantada quando penso nisso”, disse ela.

“Você dificilmente conseguiria perceber que ela fez uma cirurgia tão incrivelmente destrutiva”, afirmou o Dr. Palme.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fonte: More women being diagnosed with mouth cancer, researchers say

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?