Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Como usar o fio dental: qual é o tipo adequado para você e como usar

    Fazer uso e saber como usar o fio dental é um elemento indispensável quando o assunto é higiene dental . Além da boa higiene, o uso regular e saber como usar o fio dental pode prevenir doenças , inclusive o câncer de boca.

    Via de regra, a higiene dental está muito associada à escovação dental. No entanto, saber como usar o fio é fundamental. Existem muitos espaços interdentais e próximos às gengivas que podem ser alcançados apenas através do uso do fio dental.

    Quando se fala sobre como usar o fio dental a impressão que fica é que existe apenas um tipo desse material ou que deva se utilizar de alguma técnica muito complexa para um resultado adequado. Quanto ao tipo de fios, o mercado dispõe de muitas e diferentes opções adaptadas às necessidades de cada indivíduo. O objetivo maior é o de obter a melhor higienização bucal possível.

    O fio dental – seus diferentes tipos

    Existem muitas variedades de fios dentais. Dependendo das necessidades de cada indivíduo, um tipo ou outro pode ser o mais adequado.

    As características de diferenciação dos fios dentais

    Fio dental de náilon ou multifilamento

    É o mais comum. É um fio de náilon composto por cerca de 35 filamentos trançados. É ideal para casos em que existe pouco espaço entre os dentes. O problema desse fio é que ele tende a se desfiar com facilidade .

    Fio dental de náilon com cera

    Não tem grandes diferenças em relação ao fio anterior. A sua principal característica é a presença de cera. Ela auxilia no melhor deslizamento do fio dental. Torna mais facilitada a sua utilização quando a separação entre os dentes é muito reduzida .

    Fio dental de politetrafluoroetileno (PTFE)

    É um fio dental produzido a partir de um polímero sintético conhecido como teflon.
    Ele se caracteriza por sua elevada resistência. Ao contrário do fio de náilon, é monofilamento. Isso o torna menos suscetível de se desfiar.

    Fita dental

    É uma boa alternativa para dentições com grandes espaços interdentários. Conta com uma maior superfície de contato com o dente. É mais larga e plana que os fios dentais. Assim como o fio de náilon, está disponível nas opções com e sem cera.

    Fios dentais com aromas

    Alguns tipos de fios dentais trazem um aroma de menta. São indicados para aqueles que buscam aliar a limpeza dental ao combate ao mau hálito.

    Fio dental Superfloss

    Especialmente indicado para aqueles que usam aparelhos ortodônticos .
    É composto por três partes: uma extremidade mais rígida para os brackets, uma parte esponjosa para a placa e a secção do fio dental.

    Como usar o fio dental

    A utilização do fio é um processo muito intuitivo. Entretanto, é importante saber como usar o fio dental corretamente. Isso para que todos os resíduos não retirados pela escova dental possam ser removidos.

    O primeiro passo é realizar uma boa limpeza das mãos. O passo seguinte é partir para a escolha da técnica de uso do fio.

    Técnica clássica

    A primeira coisa a fazer é cortar cerca de 45 centímetros de fio. Enrolar a maior parte dele em volta dos dedos médios. Deve deixar-se apenas 3 centímetros livres entre os dois pontos de fixação. Será com este fragmento que se irá trabalhar.
    Em seguida é importante deslizar o fio entre os dentes. Conforme se vá mudando de superfície dental, quando este já estiver muito desgastado.

    Os dedos médios são usados para segurar o fio. Os demais dedos podem ser utilizados para mover o fio.
    O mais adequado é usar os polegares para limpar os dentes superiores e os indicadores para os inferiores.

    Técnica do laço

    Neste método, bastará cortar 30 centímetros de fio dental e juntar as suas extremidades. Mantendo o fio tenso, faz-se um nó a uma altura aproximada de quatro dedos.

    Assim o fio pode ser utilizado sem ter de o enrolar. É um bom método para os usuários principiantes . Também é válido para quem não quer sentir a pressão do fio nos dedos. Basta esticar o fio com os dedos mínimos e usar o polegar de uma mão e o indicador da outra para controlar o movimento.

    Saber como usar o fio dental – passo a passo

    Definida a técnica de uso do fio dental, é muito fácil realizar a limpeza. Saber como usar o fio dental não é algo complexo. Veja a seguir:

    • Introduzir o fio suavemente entre os dentes, movendo-o de forma alternada;
    • Deslizar o fio para cima e para baixo para esfregar a superfície de todo o dente;
    • Dobrar o fio em volta da base de cada dente até formar um “C”.
    • Deve-se tentar que passe por baixo das gengivas. Mas tomando o cuidados para não forçar, evitando possíveis sangramentos.
    • Não se deve esquecer de limpar a parte posterior dentes.

    Outros materiais para a sua saúde oral

    Além dos fios dentais citados, existem outros tipos de fios e dispositivos auxiliares:

    Passadores de fio dental

    Ideais para introduzir o fio em espaços de difícil acesso. Como o seu nome indica, o funcionamento consiste em enfiar o fio no dispositivo para ajudá-lo a passar pelos espaços que sejam complicados de alcançar. É especialmente indicado para pacientes com aparelhos ortodônticos, próteses e implantes.

    Porta-fios dentais

    Dispositivo automatizado adequado para facilitar a utilização do fio dental. O seu objetivo principal é facilitar e tornar mais cômoda a tarefa de uso do fio dental.

    Irrigadores orais

    Trata-se de um aparelho destinado a lançar um jato de água sob pressão. Realmente útil para higienizar os espaços interproximais após a escovação. É indicado para usuários de próteses fixas e implantes.

    Escovas interproximais

    São concebidas para a limpeza dos espaços interdentais de difícil acesso.
    Muito recomendáveis para aparelhos ortodônticos e implantes dentais.

    O fio dental tem história

    Os antropólogos encontraram evidências de que os povos antigos já usavam vários implementos, como pontas pontiagudas para limpeza interdental.

    Quem inventou o fio dental?

    De acordo com a maioria das fontes, a invenção do fio dental como conhecemos foi de um dentista de Nova Orleans. Em 1815, ele começou a aconselhar seus pacientes a usar um fio de seda fino para realizar a limpeza entre os dentes.

    Quando surgiu o fio dental?

    A idéia pegou. Em 1882 uma empresa chamada Codman and Shurtleft Company , com sede em Randolph, Massachusetts, começou a comercializar um fio dental de seda. Isto foi seguido em 1896 pelo primeiro fio dental da Johnson & Johnson.

    A Johnson & Johnson, sediada em New Jersey, obteve uma patente para o fio dental em 1898. Esse primeiro fio dental era feito do mesmo material de seda usado pelos médicos para realização de pontos.]

    Inovações do fio dental (1940-1950)

    Durante a década de 1940, o náilon substituiu a seda como o material para o fio. Sua textura consistente e resistência à trituração foi um ganho em relação às versões de seda. O uso do náilon também permitiu o desenvolvimento do fio dental encerado na década de 1940 e o desenvolvimento da fita dental na década de 1950.

    Fio dental nos dias atuais

    O fio dental atualmente, como já vimos, conta com outros recursos para facilitar seu uso no dia a dia para uma boa higienização dos dentes. Saber como usar o fio dental é algo essencialmente bem simples. Além da técnica correta a frequência de uso diário é fundamental.

    Fontes: Dentaleader , Oral B , BDC

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Diabetes e doença gengival – a conexão

      Estudos recentes reforçam a constatação de que diabetes e doença periodontal, como periodontite, estão diretamente ligados.

      Fio ou fita dental: qual é a melhor para sua higiene dental?

      Fio ou fita dental são essenciais à rotina diária de limpeza dos dentes. Mas afinal, qual devo escolher? Qual é melhor para você?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que isso aconteça.

      Remédios para asma podem fazer mal à saúde bucal?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que...

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Saúde das Gengivas: cuidados essenciais

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Derrame e saúde bucal: conheça a ligação

      Derrame e saúde bucal estão diretamente relacionados, é o que nos revela um estudo científico recente. Cuidar da saúde bucal é imprescindível.

      Hipersensibilidade dental

      Hipersensibilidade dental: como prevenir e aliviar

      Conheça dicas práticas do que você pode fazer para prevenir e aliviar a desagradável hipersensibilidade dental