Saquinhos de chá podem liberar bilhões de microplásticos

Os consumidores de chá foram incentivados a evitar os conhecidos sachês de chá. Isso depois que testes descobriram que um único sachê pode liberar bilhões de micropásticos em cada xícara.

Uma equipe canadense descobriu que em beber um saquinho de chá a uma temperatura de fervura de 95 °C libera 11,6 bilhões de microplásticos .

Microplásticos são pequenos pedaços de plástico entre 100 nanômetros e 5 milímetros de tamanho – em uma única xícara. Isso é várias ordens de magnitude maior do que outros alimentos e bebidas.

Microplásticos em alimentos

“Pensamos que é muito quando comparado a outros alimentos que contêm microplásticos”. Afirmou Nathalie Tufenkji, da Universidade McGill.

“O sal de mesa tem um conteúdo relativamente alto de microplástico. O sal foi relatado como contendo cerca de 0,005 microgramas de plástico por grama.
Uma xícara de chá contém milhares de vezes mais massa de microplásticos, a 16 microgramas por xícara .”

Embora a maioria dos sachês tenha a indicação de ser feita de seda, grande parte é constituída de plásticos químicos como nylon e tereftalato de polietileno (PET) . Este último é o mesmo composto químico utilizado nas garrafas de água.

Toxicidade potencial

A equipe de cientistas comprou quatro saquinhos de chá diferentes em lojas e cafés em Montreal. Em seguida os sachês foram abertos e lavados. Posteriormente foram mergulhados em água a 95 °C. Numa etapa posterior a água foi analisada em microscópios eletrônicos e através de espectroscopia. Um controle de saquinhos de chá não cortados foi usado para verificar se não era o corte que estava causando a lixiviação dos microplásticos.

Embora os microplásticos sejam cada vez mais encontrados na água potável, a Organização Mundial da Saúde afirma que não há evidências de risco à saúde humana.

Para testar a toxicidade potencial das partículas liberadas pelos sacos de chá, os pesquisadores expuseram pulgas de água (dáfnia) à água contaminada por microplásticos.

“As partículas não mataram as pulgas de água, mas causaram efeitos comportamentais significativos e malformações de desenvolvimento”, afirma uma dos pesquisadores. No entanto, mais pesquisas são necessárias para entender os possíveis impactos na saúde em humanos.

Recomendação dos cientistas

Os pesquisadores, autores da pesquisa, recomendam que as pessoas troquem o saquinho de chá pelo produto a granel vendido em lojas de produtos naturais . Nesses locais os chás podem ser encontrados em porções de folhas soltas. Chás são e continuarão sendo opções saudáveis, mas desde que preparados com as folhas de plantas medicinais.

Fontes: New Scientist , Environmental Science and Technology , Exame

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?