A vacina MMR pode proteger contra as complicações da COVID-19?

Os cientistas propõem que vacinas vivas atenuadas, como a vacina MMR , poderiam proteger contra os sintomas graves do COVID-19.

Enquanto a corrida pela vacina COVID-19 continua, pesquisadores da Louisiana State University e da Tulane University (ambas, EUA) propuseram que a vacina MMR poderia reduzir o risco para o desenvolvimento de sintomas graves do COVID-19 .

Vacina MMR – vacina viva atenuada

A vacina MMR é aquela utilizada para prevenção do sarampo, caxumba e rubéola.
vacina MMR é uma forma de vacina viva atenuada .

Essas vacinas contêm uma forma viva do patógeno causador da doença original que foi enfraquecido.
Quando injetados, estimulam a resposta imune necessária sem causar a própria doença .

É certo que a vacina MMR não é uma vacina que especificamente proteja o indivíduo de uma infecção da COVID-19.

Proteção contra sepse letal

Porém, foi demonstrado que vacinas como a MMR atuam como uma medida imune preventiva contra sintomas inflamatórios . E assim protegem contra uma sepse letal .

Um quadro de sepse letal é aquele em que o paciente atinge um quadro de choque séptico. Daí a pressão sanguínea cai para níveis baixos e perigosos, reduzindo a oxigenação de órgãos, comprometendo seu funcionamento. É um quadro que pode levar à morte.

Vacinas vivas atenuadas – como agem

As evidências sugerem que as vacinas vivas atenuadas são capazes de fornecer proteção contra infecções não relacionadas . Elas ativam células imunes inespecíficas. Assim, desencadeiam uma resposta aprimorada do hospedeiro contra infecções subsequentes.

Em seus comentários recentes, os autores propõem que essa capacidade pode se estender à proteção contra os efeitos colaterais mais graves da COVID-19 .

O estudo

Os pesquisadores demonstraram a capacidade de usar uma cepa fúngica viva atenuada que gerou uma proteção inata treinada contra a sepse.
Sepse essa que foi desencadeada por patógenos causadores de doenças em camundongos.

Eles propõem que a proteção seja garantida por células supressoras derivadas de mieloides de longa duração. Essas células já tinham demonstrado ação inibidora de inflamação e mortalidade sépticas em experimentos anteriores.

Vacina MMR em adultos

O uso de vacinas vivas atenuadas na infância, como a MMR, administrada a adultos podem atenuar ou reduzir complicações graves associadas à infecção por COVID-19 .
Representam um risco baixo e são uma medida preventiva de alta recompensa durante um período crítico da pandemia, conforme o autor do estudo autor Paul Fidel ( Louisiana State University ).

Essa noção não é inteiramente nova e pelo menos seis outros ensaios clínicos estão em andamento em vários países diferentes.
São experimentos para testar se um efeito benéfico contra a COVID-19 pode ser suscitado pela vacinação com Mycobacterium bovis BCG, uma vacina viva atenuada para tuberculose.

No entanto, esses estudos estão investigando na eficácia de tais vacinas contra a infecção por COVID-19.

Fidel e a coautora Mairi Noverr ( Universidade de Tulane ) são únicos em seu foco que é a atenuação dos sintomas mais graves da COVID-19.

Vacina MMR – proteção contra o sarampo, caxumba e rubéola

A proteção contra sarampo, caxumba e rubéola se faz pela vacina quando criança e também ao longo da vida.
O uso da vacina MMR por adultos é o que se pode chamar de proteção não específica contra a COVID-19.
Os autores observam que pode valer a pena obter um reforço da vacina MMR em adultos para proteção contra os sintomas graves da COVID-19 .

Concluindo

Se os pesquisadores estiverem certos, um indivíduo vacinado com MMR pode sofrer menos se infectado pela COVID-19.
Se estiverem errados, a pessoa terá melhor imunidade ao sarampo, caxumba e rubéola.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Face @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fonte: mBio

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?