Atividade física e saúde bucal: qual a relação?

A atividade física traz inúmeros benefícios à saúde. Tem a capacidade de reduzir o risco de doenças cardíacas, obesidade, diabetes tipo 2 e alguns tipos de câncer .
A novidade é que a atividade física e saúde bucal também tem uma relação próxima .

Um estudo recentemente publicado no Journal of Dentistry mostrou que a atividade física regular pode melhorar a saúde periodontal .

O estudo demonstrou que as pessoas que se exercitavam regularmente tinham uma probabilidade 54% menor de desenvolver periodontite . Isso em comparação com aquelas que levavam vidas sedentárias.
The National Health and Nutrition Examination Survey revelou que pessoas que se exercitavam três vezes por semana também podem obter benefícios.
Isso representa uma probabilidade 33% menor para o desenvolvimento de periodontite .

Índice de massa corporal e saúde bucal

Existe uma ligação entre o Índice de Massa Corporal (IMC) dos indivíduos e sua saúde bucal .

Um estudo publicado no Journal of Periodontology observou que pessoas que mantêm um peso normal e praticam atividade física apresentaram uma probabilidade 40% menor de ter periodontite .

Verificou-se que outras práticas também proporcionaram benefícios à saúde.
Hábitos como a adoção de uma dieta saudável ao estilo mediterrâneo , com baixo teor de açúcar refinado e alto teor de fibras, frutas, vegetais e gorduras saudáveis .

Atividade física: como iniciar

A quantidade recomendada de exercícios para melhorar a saúde bucal varia de acordo com a idade .
Para a maioria dos adultos saudáveis, o que se recomenda são cerca de 150 minutos de atividade física moderada ou 75 minutos de exercício cardiovascular vigoroso por semana.

treinamento de força também é fundamental pelo menos duas vezes por semana para os principais grupos musculares.

As pessoas que estão começando devem fazê-lo aos poucos, e aumentando os tempos e as intensidades dos exercícios à medida que progridem.

Aqueles que levantam pesos devem fazê-lo usando um treino aprovado pelo instrutor.
Algumas dores podem surgir como consequência do início dos treinos. Isso acontece devido ao acúmulo de ácido lático.
Sessões de alongamento e aquecimento antes dos exercícios são fundamentais.

Atividade física e saúde bucal, e vice-versa

Sabemos que a atividade física pode trazer benefícios à saúde bucal. E a recíproca, será verdadeira?

Sim . E essa é uma ótima notícia.
Significa que cuidar dos dentes ajuda na proteção da saúde do corpo, especialmente o coração. Isso porque esse órgão se mantém ativo e em forma.

Escovar os dentes regularmente está associado a um menor risco de fibrilação atrial e insuficiência cardíaca . Essa é a conclusão de um estudo recente da
Sociedade Europeia de Cardiologia.
A explicação é que a escovação frequente reduz a quantidade de bactérias que vivem nas bolsas entre os dentes e as gengivas.
Isso mantém as bactérias afastadas da corrente sanguínea.

Atividade física e saúde bucal, mas sem exageros

Apesar dos benefícios que o exercício pode proporcionar, treinos exaustivos podem trazer problemas à saúde bucal.
Dentre esses problemas estão as cáries decorrentes da erosão do esmalte. A principal causa associada à erosão do esmalte são a ingestão de bebidas esportivas ácidas e o ato de respirar com a boca aberta durante o exercício.
Esses são dados obtidos de um estudo escandinavo.

Resumindo

A atividade física de forma geral traz benefícios à saúde bucal. Especialmente à saúde das gengivas.
O excesso de exercício pode, no entanto, corroer o esmalte dental.
Trocar bebidas ácidas por outras, e respirar pelo nariz a maior parte do tempo são medidas simples que podem evitar os problemas anteriormente descritos. A atividade física é uma prática com muitos benefícios, especialmente para aqueles na terceira idade.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Face @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes: Journal of Periodontology , Mayo Clinic , Dental News , Science Daily , Journal of Dentistry

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?