Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Botox® pode tratar bruxismo severo

    Toxina botulínica pode tratar bruxismo

    As injeções de toxina botulínica (mais comumente conhecida como botox®) podem proporcionar alívio a pacientes que sofrem de bruxismo noturno, ou ranger de dentes.

     

    O bruxismo é provavelmente o distúrbio do sono mais comum, ocorrendo em até 15% da população, observaram pesquisadores do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas em Houston.

     

    O bruxismo é uma condição caracterizada pelo ranger ou cerrar dos dentes. O Indivíduo pode ter bruxismo de forma subconsciente, quando range ou cerra os dentes enquanto está acordado, ou pode ranger ou trincar os dentes durante o sono. 

     

    Estresse, idade, outros distúrbios de saúde e bruxismo hereditário podem ser fatores de risco para o seu desenvolvimento.

     

    Efeitos colaterais mais sérios do bruxismo

    Um caso leve de bruxismo pode não ser motivo de preocupação e, assim pode não exigir tratamento.

    Contudo, o bruxismo se tornar mais frequente e mais grave. 

     

    Dentre os efeitos colaterais mais graves do bruxismo estão:

     

    • Distúrbios da mandíbula;

     

    • Mandíbula dolorida;

     

    • Dores de cabeça tensionais;

     

    • Dores de ouvido;

     

    • Danos no esmalte do dente;

     

    • Dano dental;

       

    • Coroa danificada;

     

    • Dor facial;

     

    • Apneia do sono;

     

    • Dor na articulação temporomandibular, que pode levar à disfunção da articulação temporomandibular (ATM) com o passar do tempo.

     

    Como funciona a toxina botulínica?

    A toxina botulínica (também conhecida como Botox®) é uma exotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum

    Em suma, ela bloqueia a liberação de acetilcolina das terminações nervosas colinérgicas para a junção neuromuscular. 

    Em resumo, isso congela ou paralisa os músculos.

     

    Uma injeção de botox® bloqueia sinais nervosos específicos que fazem os músculos se contraírem. Isso dura cerca de três a seis meses. As pessoas os obtêm para relaxar os músculos e reduzir temporariamente as rugas (e prevenir mais rugas). 

    Mas também pode se utilizar o botox® para tratar o bruxismo.

     

    O botox® para ranger os dentes e o botox® para o aperto da mandíbula causa relaxamento da musculatura para que o indivíduo não ranja os dentes ou aperte a mandíbula involuntariamente

     

    A injeção de botox® vai para o músculo masseter, o grande músculo que move a mandíbula. Ele relaxa significativamente o músculo para reduzir o desgaste dos dentes e aliviar qualquer dor na mandíbula associada ao bruxismo. 

    Mas não enfraquece a capacidade da pessoa de mastigar, comer ou falar

     

    A maioria dos pacientes tratados com botox® para bruxismo obtém de 20 a 30 unidades em cada lado da mandíbula, o que dura cerca de seis meses. No entanto, os sintomas geralmente desaparecem em duas semanas após a injeção.

     

     Efeitos colaterais das aplicações de botox®

    Os efeitos colaterais das injeções de botox® para bruxismo mais comuns são os seguintes:

     

    • Dores de cabeça (as dores de cabeça devem desaparecer dentro de 48 a 72 horas);

     

    • Reações alérgicas ao botox®;

     

    • Inchaço na área de injeção de botox® (ao redor da mandíbula);

       

    • Coceira na área de injeção de botox® (ao redor da linha da mandíbula).

     

    Como o efeito do botox® passa em questão de meses, utilizar a toxina botulínica para tratar o ranger de dentes e o aperto da mandíbula exigirá visitas e aplicações regulares da toxina botulínica.

     

    Alternativas de tratamento para o bruxismo

    Para pacientes com bruxismo de menor gravidade, existem outras maneiras de se realizar o tratamento. 

    Aqui estão algumas alternativas:

     

    Placas bucais

    Protetores bucais podem ser usados ​​para tratar o bruxismo do sono. 

    Por exemplo, a pessoa pode usar uma placa miorrelaxante de acrílico ou silicone para evitar danos aos dentes se tende a ranger os dentes enquanto dorme. 

    Isso pode ajudar no alívio da dor e, simultaneamente, preservar a integridade dos dentes.

     

    Biofeedback

    biofeedback utiliza um instrumento eletrônico que mede a atividade dos músculos da boca e da mandíbula e avisa quando há um excesso. 

    Isso, em teoria, pode ajudar o paciente a alterar seu comportamento. 

    É melhor para o bruxismo diurno, quando o paciente pode ser alertado sobre a atividade da mandíbula.

     

    Tratamento da ATM

    A articulação temporomandibular (ATM) conecta a mandíbula ao restante da cabeça, permitindo que possamos mastigar, falar e bocejar. 

    A disfunção temporomandibular, no entanto, pode causar dor no rosto, na mandíbula ou no pescoço, limitação dos movimentos da mandíbula, estalos e outras complicações.

    O tratamento da ATM pode ser benéfico para quem tem bruxismo relacionado à articulação temporomandibular.

     

    Uso de medicamentos

    O tratamento com medicamentos para o bruxismo deve se restringir apenas aos períodos de atividade muscular mais intensa em que a dor e limitação à abertura da boca sejam impeditivos a uma vida normal. 

    Nessas condições, o uso de medicamentos se faz por até 4 dias e precisa ser assistido pelo dentista para a primeira prescrição.

     

    Analgésicos não-opioides e relaxantes musculares podem ser suficientes para aliviar os sintomas. 

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

     

    Fontes: Botox Therapy in Dentistry: A ReviewThe use of botulinum toxin in head and face medicine: An interdisciplinary fieldPlacas para tratamento do bruxismo: tipos e indicações, Studies find Botox can Reduce Nighttime BruxismA técnica de Biofeedback para dores orofaciaisBruxismo tem tratamento medicamentoso que requer cautela no uso 

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Impacto da Doença Renal Crônica na Saúde Bucal de Mulheres Pós-Menopausa

      Mulheres com idade mais avançada e portadoras de doença renal crônica estão mais expostas ao risco da perda de dentes a ponto de...

      Periodontite e o Risco de AVC em Pessoas com Menos de 50 anos

      A periodontite, uma inflamação das estruturas que sustentam nossos dentes, pode aumentar muito o risco de AVC (derrame cerebral) em pessoas com menos...

      Alerta para os riscos do Xilitol – Novo Estudo

      Um recente estudo, publicado no European Heart Journal, revelou uma ligação preocupante entre o consumo de xilitol, um adoçante de baixas calorias, e...

      Câncer bucal: o dentista pode ser o primeiro a detectar

      Quando vamos ao dentista, geralmente buscamos resolver um problema dental que esteja nos incomodando, obter uma limpeza dental ou melhorar a estética dos...

      Infecções Bucais: Causas, Sintomas e Tratamentos

      Infecções na boca podem ser bem incômodas e causar preocupação, tornando tarefas do dia a dia, como comer ou escovar os dentes, mais...

      Novo Medicamento pode Regenerar Dentes Perdidos

      Os cientistas vêm obtendo progresso no desenvolvimento de um novo medicamento que pode ajudar a regenerar os dentes. Sim, regenerar os dentes. O...