Botox® pode tratar bruxismo severo

Toxina botulínica pode tratar bruxismo

As injeções de toxina botulínica (mais comumente conhecida como botox®) podem proporcionar alívio a pacientes que sofrem de bruxismo noturno, ou ranger de dentes.

 

O bruxismo é provavelmente o distúrbio do sono mais comum, ocorrendo em até 15% da população, observaram pesquisadores do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas em Houston.

 

O bruxismo é uma condição caracterizada pelo ranger ou cerrar dos dentes. O Indivíduo pode ter bruxismo de forma subconsciente, quando range ou cerra os dentes enquanto está acordado, ou pode ranger ou trincar os dentes durante o sono. 

 

Estresse, idade, outros distúrbios de saúde e bruxismo hereditário podem ser fatores de risco para o seu desenvolvimento.

 

Efeitos colaterais mais sérios do bruxismo

Um caso leve de bruxismo pode não ser motivo de preocupação e, assim pode não exigir tratamento.

Contudo, o bruxismo se tornar mais frequente e mais grave. 

 

Dentre os efeitos colaterais mais graves do bruxismo estão:

 

  • Distúrbios da mandíbula;

 

  • Mandíbula dolorida;

 

  • Dores de cabeça tensionais;

 

  • Dores de ouvido;

 

  • Danos no esmalte do dente;

 

  • Dano dental;

   

  • Coroa danificada;

 

  • Dor facial;

 

  • Apneia do sono;

 

  • Dor na articulação temporomandibular, que pode levar à disfunção da articulação temporomandibular (ATM) com o passar do tempo.

 

Como funciona a toxina botulínica?

A toxina botulínica (também conhecida como Botox®) é uma exotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum

Em suma, ela bloqueia a liberação de acetilcolina das terminações nervosas colinérgicas para a junção neuromuscular. 

Em resumo, isso congela ou paralisa os músculos.

 

Uma injeção de botox® bloqueia sinais nervosos específicos que fazem os músculos se contraírem. Isso dura cerca de três a seis meses. As pessoas os obtêm para relaxar os músculos e reduzir temporariamente as rugas (e prevenir mais rugas). 

Mas também pode se utilizar o botox® para tratar o bruxismo.

 

O botox® para ranger os dentes e o botox® para o aperto da mandíbula causa relaxamento da musculatura para que o indivíduo não ranja os dentes ou aperte a mandíbula involuntariamente

 

A injeção de botox® vai para o músculo masseter, o grande músculo que move a mandíbula. Ele relaxa significativamente o músculo para reduzir o desgaste dos dentes e aliviar qualquer dor na mandíbula associada ao bruxismo. 

Mas não enfraquece a capacidade da pessoa de mastigar, comer ou falar

 

A maioria dos pacientes tratados com botox® para bruxismo obtém de 20 a 30 unidades em cada lado da mandíbula, o que dura cerca de seis meses. No entanto, os sintomas geralmente desaparecem em duas semanas após a injeção.

 

 Efeitos colaterais das aplicações de botox®

Os efeitos colaterais das injeções de botox® para bruxismo mais comuns são os seguintes:

 

  • Dores de cabeça (as dores de cabeça devem desaparecer dentro de 48 a 72 horas);

 

  • Reações alérgicas ao botox®;

 

  • Inchaço na área de injeção de botox® (ao redor da mandíbula);

   

  • Coceira na área de injeção de botox® (ao redor da linha da mandíbula).

 

Como o efeito do botox® passa em questão de meses, utilizar a toxina botulínica para tratar o ranger de dentes e o aperto da mandíbula exigirá visitas e aplicações regulares da toxina botulínica.

 

Alternativas de tratamento para o bruxismo

Para pacientes com bruxismo de menor gravidade, existem outras maneiras de se realizar o tratamento. 

Aqui estão algumas alternativas:

 

Placas bucais

Protetores bucais podem ser usados ​​para tratar o bruxismo do sono. 

Por exemplo, a pessoa pode usar uma placa miorrelaxante de acrílico ou silicone para evitar danos aos dentes se tende a ranger os dentes enquanto dorme. 

Isso pode ajudar no alívio da dor e, simultaneamente, preservar a integridade dos dentes.

 

Biofeedback

biofeedback utiliza um instrumento eletrônico que mede a atividade dos músculos da boca e da mandíbula e avisa quando há um excesso. 

Isso, em teoria, pode ajudar o paciente a alterar seu comportamento. 

É melhor para o bruxismo diurno, quando o paciente pode ser alertado sobre a atividade da mandíbula.

 

Tratamento da ATM

A articulação temporomandibular (ATM) conecta a mandíbula ao restante da cabeça, permitindo que possamos mastigar, falar e bocejar. 

A disfunção temporomandibular, no entanto, pode causar dor no rosto, na mandíbula ou no pescoço, limitação dos movimentos da mandíbula, estalos e outras complicações.

O tratamento da ATM pode ser benéfico para quem tem bruxismo relacionado à articulação temporomandibular.

 

Uso de medicamentos

O tratamento com medicamentos para o bruxismo deve se restringir apenas aos períodos de atividade muscular mais intensa em que a dor e limitação à abertura da boca sejam impeditivos a uma vida normal. 

Nessas condições, o uso de medicamentos se faz por até 4 dias e precisa ser assistido pelo dentista para a primeira prescrição.

 

Analgésicos não-opioides e relaxantes musculares podem ser suficientes para aliviar os sintomas. 

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

 

Fontes: Botox Therapy in Dentistry: A ReviewThe use of botulinum toxin in head and face medicine: An interdisciplinary fieldPlacas para tratamento do bruxismo: tipos e indicações, Studies find Botox can Reduce Nighttime BruxismA técnica de Biofeedback para dores orofaciaisBruxismo tem tratamento medicamentoso que requer cautela no uso 

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?