Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Bruxismo e TEPT: Ranger os dentes pode ser sinal de estresse pós-traumático

    Hoje vamos compartilhar com vocês algumas informações interessantes sobre um tema que pode afetar muitas pessoas: o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e sua relação com o bruxismo acordado.

    De acordo com um artigo publicado na revista Clinical Oral Investigations, pessoas que sofrem de TEPT frequentemente relatam apertar ou ranger constantemente os dentes durante o dia, uma condição conhecida como bruxismo acordado, também chamado de briquismo.

    Bruxismo acordado – mais comum do que se imagina

    A prevalência do bruxismo acordado na população geral varia de 8% a 30%, o que significa que é mais comum do que muitos de nós imaginamos. Isso nos mostra a importância de conhecermos e compreendermos essa condição.

    O que o estudo revelou

    O estudo mencionado no artigo envolveu exames clínicos de 76 pacientes e controles, e ressaltou a importância da colaboração entre dentistas e psiquiatras para um diagnóstico mais preciso desse problema de saúde.

    Para uma condição como essa, é fundamental que esses profissionais trabalhem juntos para oferecer um tratamento multidisciplinar eficaz.

    A origem da correlação

    É interessante saber que o TEPT foi inicialmente diagnosticado em veteranos de guerra nos Estados Unidos, mas desde então também foi reconhecido em vítimas de violência urbana.

    Estima-se que cerca de 4% das pessoas expostas a eventos traumáticos tenham TEPT. É um número significativo, não é mesmo?

    Principais sintomas do TEPT

    Os sintomas do TEPT incluem flashbacks recorrentes, estado emocional negativo, comportamento autodestrutivo, sono perturbado com pesadelos e dissociação, entre outros.

    Nesse estudo em particular, os pacientes com diagnóstico de TEPT foram submetidos a exames clínicos para avaliação de saúde bucal.

    Os pesquisadores observaram que, além do bruxismo autorrelatado, esses pacientes também apresentaram um menor limiar de dor após o exame.

    Bruxismo como parte de um problema maior

    Os pesquisadores enfatizam que o bruxismo não deve ser mais considerado um sintoma isolado, mas sim como evidência de um problema maior.

    Por isso, é crucial que psiquiatras, psicólogos e dentistas trabalhem em conjunto na triagem e tratamento dessas duas condições de saúde.

    O papel dos dentistas diante de casos suspeitos de TEPT

    É importante que os dentistas levem em consideração a dor relatada pelos pacientes durante os exames clínicos e estejam atentos à possibilidade de problemas psiquiátricos subjacentes não diagnosticados.

    Para os pacientes, é fundamental entender que, se passaram por uma experiência traumática, podem ter dificuldade em falar sobre isso ou procurar um terapeuta. No entanto, a ida ao dentista é algo mais comum e frequente.

    Por isso, é essencial que os profissionais de odontologia estejam preparados para lidar com essas situações e encaminhar os pacientes para assistência terapêutica, quando necessário.

    O papel dos profissionais de psiquiatria

    Por sua vez, os psiquiatras devem perguntar aos pacientes com TEPT sobre sintomas orofaciais, como bruxismo, dores musculares e dores nas articulações temporomandibulares. Eles podem encaminhar esses pacientes ao dentista para receberem um tratamento multidisciplinar e possam melhorar sua qualidade de vida.

    Concluindo

    Em resumo, é fundamental que dentistas, psiquiatras e psicólogos trabalhem juntos para diagnosticar e tratar o TEPT e o bruxismo acordado.

    Essa abordagem multidisciplinar pode fazer toda a diferença na vida dos pacientes, proporcionando um alívio significativo dos sintomas e melhorando sua saúde geral e qualidade de vida.

    Esperamos que essas informações tenham sido úteis e que possamos contribuir para uma maior compreensão dessas condições.

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Impacto da Doença Renal Crônica na Saúde Bucal de Mulheres Pós-Menopausa

      Mulheres com idade mais avançada e portadoras de doença renal crônica estão mais expostas ao risco da perda de dentes a ponto de...

      Periodontite e o Risco de AVC em Pessoas com Menos de 50 anos

      A periodontite, uma inflamação das estruturas que sustentam nossos dentes, pode aumentar muito o risco de AVC (derrame cerebral) em pessoas com menos...

      Alerta para os riscos do Xilitol – Novo Estudo

      Um recente estudo, publicado no European Heart Journal, revelou uma ligação preocupante entre o consumo de xilitol, um adoçante de baixas calorias, e...

      Câncer bucal: o dentista pode ser o primeiro a detectar

      Quando vamos ao dentista, geralmente buscamos resolver um problema dental que esteja nos incomodando, obter uma limpeza dental ou melhorar a estética dos...

      Infecções Bucais: Causas, Sintomas e Tratamentos

      Infecções na boca podem ser bem incômodas e causar preocupação, tornando tarefas do dia a dia, como comer ou escovar os dentes, mais...

      Novo Medicamento pode Regenerar Dentes Perdidos

      Os cientistas vêm obtendo progresso no desenvolvimento de um novo medicamento que pode ajudar a regenerar os dentes. Sim, regenerar os dentes. O...