Como identificar os sinais de colite ulcerativa no atendimento odontológico

Como identificar sinais de colite ulcerativa

A colite ulcerativa é uma doença inflamatória intestinal. A colite ulcerativa causa inflamação no cólon, o que desencadeia uma série de sintomas. Dentre os principais sintomas estão diarreias, dor abdominal e fezes com sangue. A colite ulcerativa também pode causar o desenvolvimento de feridas na boca do paciente.

São descritos como os sintomas mais frequentes da colite ulcerativa:

  • Diarreia
  • Sangramento retal
  • Dor abdominal e cólicas
  • Sangue nas fezes
  • Secreção purulenta nas fezes
  • Muco nas fezes
  • Desejo de evacuar, apesar de o intestino estar vazio

Um indivíduo com colite ulcerativa também pode sentir fadiga, perda de apetite, febre, náuseas e anemia.

O foco deste artigo será explicar a ligação entre colite ulcerativa e feridas na boca, incluindo os medicamentos que podem causá-las.

O objetivo é também apresentar algumas dicas de opções de tratamento para indivíduos que apresentam feridas na boca.

A relação entre colite ulcerativa e feridas na boca

A colite ulcerativa pode causar o desenvolvimento de feridas em qualquer parte do trato gastrointestinal de um indivíduo.

Isso quer dizer que as feridas podem se desenvolver em qualquer lugar, desde o ânus da pessoa até a boca.

Uma pessoa com colite ulcerativa pode apresentar diferentes feridas na boca, incluindo úlceras e pústulas.

Abaixo estão alguns tipos de feridas na boca e outros problemas bucais que a colite ulcerativa pode causar.

Aftas

As aftas são pequenas úlceras na boca que costumam aparecer entre o lábio inferior e a gengiva. Eles também às vezes aparecem lateralmente ou na base da língua.

As aftas tendem a aparecer durante surtos graves de colite ulcerativa e geralmente desaparecem assim que o surto termina.

Pioestomatite vegetante

A pioestomatite vegetante é uma condição rara e crônica que causa o desenvolvimento de muitas pústulas brancas ou amarelas na boca do indivíduo acometido.

A colite ulcerativa e a doença de Crohn podem causar o desenvolvimento de pioestomatite vegetante. Porém, a pioestomatite vegetante é mais frequente em pessoas com colite ulcerativa do que doença de Crohn.

Existe uma forte conexão entre a pioestomatite vegetante com a doença inflamatória intestinal. A pioestomatite vegetante pode ser o primeiro sinal perceptível de que uma pessoa tem a doença.

Mudanças de gosto

Pessoas com colite ulcerativa também podem experimentar mudança de gosto.

Um estudo de 2020 mostrou sensibilidade ao paladar reduzida a sabores específicos em pessoas com doença inflamatória intestinal. Eles experimentaram uma redução no sabor ao comer alimentos doces, salgados, amargos, umami e gordurosos.

Mas as pessoas com doença inflamatória intestinal, na verdade, têm uma percepção aumentada de sabores ácidos quando comparadas com pessoas sem a doença.

Xerostomia (boca seca)

Pessoas com colite ulcerativa também podem apresentar xerostomia (boca seca). Essa condição pode ser causada por certos medicamentos que indivíduos portadores de colite ulcerativa consomem.

Isso inclui corticosteroides, medicamentos antidiarreicos e anti-inflamatórios.

Um estudo de 2012 sobre as manifestações orais da colite ulcerativa demonstrou que 30% das pessoas com a doença apresentaram xerostomia (boca seca), em comparação com 10% das pessoas sem a doença.

Mau hálito

O mau hálito é também chamada halitose. Essa condição também se mostra associada com a colite ulcerativa.

Isso pode estar relacionado à boca seca, pois a saliva tende a remover células mortas e bactérias presentes na boca do indivíduo.

Outros problemas orais que a colite ulcerativa pode causar:

  • Gengivite
  • Periodontite
  • Língua revestida
  • Lábios inflamados
  • Inflamação da língua

Medicamentos que podem causar feridas na boca

Um indivíduo com colite ulcerativa pode apresentar feridas na boca como resultado dos efeitos colaterais de certos medicamentos. O paciente deve sempre deve discutir quaisquer alterações em sua medicação com seu dentista ou médico prescritor.

Aminossalicilatos

Os aminossalicilatos são medicamentos usualmente utilizados no tratamento da colite ulcerativa. Dentre os mais conhecidos podemos relacionar a Sulfassalazina e a Mesalazina

Sua ação é reduzir a inflamação no revestimento do intestino.

Um efeito colateral dessas drogas é que podem causar o aparecimento de feridas na boca do paciente.

Tendo o paciente desenvolvido feridas na boca ao tomar aminossalicilatos, ela deve comunicar imediatamente o médico prescritor.

Corticosteroides

Os corticosteroides são outra opção terapêutica no tratamento da colite ulcerativa.

Embora haja poucas evidências de que os corticosteroides podem causar úlceras na boca, há ligação de evidências desses fármacos com a ocorrência de candidíase na oral.

A candidíase é uma infecção fúngica que gera o aparecimento de manchas brancas que se desenvolvem na boca e garganta. Isso pode causar muita dor e também afetar o paladar do indivíduo.

Como tratar feridas na boca

Aftas e outras feridas na boca geralmente cicatrizam por conta própria, sem a necessidade de tratamento. Mas existem algumas opções de tratamento para condições mais graves, como, por exemplo:

Tratamentos prescritos por dentista ou médico

São exemplos de opções de tratamento para feridas na boca:

  • Géis ou cremes tópicos;
  • Alívio da dor ou anti-inflamatórios bucais;
  • Suplementos nutricionais, como ácido fólico, vitamina B6, vitamina B12 e zinco;
  • Géis esteroides;
  • Medicamentos anti-inflamatórios.

Não existe um método comprovado de prevenção de feridas na boca.

Mas há uma série de coisas que as pessoas podem utilizar para ajudar a prevenir o seu desenvolvimento. Esses incluem:

  • Evitar comidas e bebidas muito quentes;
  • Evitar alimentos abrasivos e alimentos que podem grudar na boca;
  • Evitar alimentos picantes e ácidos;
  • Manter hábitos de boa higiene dental;
  • Usar uma escova de dentes macia e evitar coçar o interior da boca;
  • Mastigar devagar;
  • Ingerir suplementos de vitamina B;
  • Evitar fumar ou usar tabaco;
  • Beber muita água.

Quando procurar ajuda profissional

Geralmente, as feridas na boca desaparecem por conta própria. Porém, se as lesões se manterem por mais de três semanas, o paciente deve buscar ajuda profissional do seu dentista ou médico.

Resumindo

A colite ulcerativa é uma doença inflamatória intestinal que causa inflamação e úlceras no cólon de uma pessoa.

Pode provocar sintomas como diarreia, sangramento retal, dor abdominal e cólicas abdominais. Outro possível sintoma de UC é o desenvolvimento de feridas na boca. Uma pessoa também pode apresentar outros sintomas orais, como boca seca, alterações no paladar e mau hálito.

A maioria das feridas na boca desaparece sem a necessidade de tratamento. Mas uma pessoa pode querer experimentar alguns remédios caseiros, como gelo, leite de magnésia, sal, saquinhos de chá e bicarbonato de sódio.

Se as feridas na boca durarem mais de 3 semanas sem melhora ou continuarem a ir e vir com mais frequência do que 2–3 vezes por ano, é aconselhável buscar ajuda profissional.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes: Pyostomatitis Vegetans: A Clue for Diagnosis of Silent Crohn’s DiseaseOral manifestation in inflammatory bowel disease: A reviewTaste Changes in Patients with Inflammatory Bowel Disease: Associations with PROP Phenotypes and polymorphisms in the salivary protein, Gustin and CD36 Receptor GenesAssociation of oral manifestations with ulcerative colitisAssociation of oral manifestations in ulcerative colitis: A pilot studyMouth ulcers 

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?