Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Dicas para tratar pacientes que falam outro idioma

    Pacientes que falam outro idioma, como tratar

    No mundo de hoje, os dentistas tratam pacientes de diferentes origens culturais, linguísticas e socioeconômicas, especialmente nas grandes cidades brasileiras.

    Os tratamentos modernos enfatizam um processo de tomada de decisão compartilhado que requer comunicação entre o dentista e seu paciente.

    A capacidade do dentista de se comunicar na linguagem do paciente é importante para a construção de um relacionamento forte entre ambos.

    Ter um paciente que fala um idioma diferente pode ser intimidante para um dentista, mas não precisa ser. Investir tempo aprendendo sobre as diferenças culturais, preparando a papelada traduzida e arranjando um intérprete ou solução de interpretação será um grande passo na comunicação com o seu paciente.

    As dicas a seguir ajudarão você e seu paciente a se sentirem mais preparados quando houver uma barreira de idioma.

    Quando o paciente conta com um intérprete

    Ao trabalhar com um intérprete, fale diretamente com o paciente e sua família, não com o intérprete.

    Por exemplo, não olhe para o intérprete e pergunte se ele pode fazer uma pergunta ao paciente.

    Em vez disso, olhe para o paciente e faça sua pergunta.

    Isso mantém a discussão focada em quem está sendo atendido, ajuda a construir um relacionamento e a se conectar com o paciente.

    Você deseja manter o paciente engajado e fazê-lo sentir que é sua principal prioridade.

    Ao focar no intérprete, o paciente pode se sentir descomprometido com a conversa.

    Legalmente, um intérprete deve estar disponível pessoalmente, por vídeo, chat ou telefone.

    Aprendendo o básico do novo idioma

    Aprender algumas frases curtas pode ser benéfico ao trabalhar com um paciente que fala um idioma diferente. Aprenda frases como “olá”, “tudo bem”, “prazer em conhecê-lo”, “obrigado” e “até logo”.

    Mesmo algumas pequenas frases podem ajudar a deixar seu paciente à vontade e mostrar que você dedicou tempo para aprender até mesmo o básico da língua.

    Isso mostra que você se preocupa, se interessa e pode ajudar a construir um relacionamento com seu paciente.

    Você pode usar programas e aplicativos online para aprender saudações básicas.

    Você também vai querer aprender algumas terminologias de linguagem no âmbito da odontologia. Isso o ajudará a obter as informações técnicas mais facilmente e será mais benéfico ao tratamento adotado.

    Use materiais escritos

    Documentos escritos são essenciais para garantir que as informações que seu paciente precisa saber sejam compreendidas.

    Você deve ter traduzido documentos para seus pacientes e deixá-los prontos para depois de seus procedimentos.

    Esses documentos são necessários para instruções de tratamento e prescrição em casa. Há uma variedade de serviços de tradução médica que podem ser usados ​​para disponibilizar os documentos traduzidos.

    Você também pode pedir a um de seus colaboradores na clínica que fale o idioma nativo do paciente para ajudar na tradução de documentos e instruções de pós-atendimento para você e digitá-los para seus pacientes.

    Verifique se há compreensão

    O dentista precisa se certificar de que o paciente esteja compreendendo as informações e orientações informando.

    Você nunca deve presumir que o paciente ou familiar o entendeu.

    Para garantir que o dentista esteja conseguindo se fazer compreender pelo paciente, use o método de re-aprendizagem.

    Peça ao paciente ou a um membro de sua família que expliquem a você as informações que você acabou de fornecer. O uso deste método permitirá que você saiba se sua mensagem e orientações foi compreendida na sua integralidade.

    Use gestos

    A comunicação não é apenas verbal. Pode se dar também por gestos para demonstrar as informações que você deseja transmitir.

    Acenar com a cabeça, expressões faciais, gestos com as mãos, toque e gestos de demonstração são formas universais de comunicação.

    Você deve estar ciente da linguagem corporal culturalmente inadequada ou dos gestos das mãos antes de realizá-los, de modo a não ofender o paciente acidentalmente. Isso pode ser aprendido através de uma simples pesquisa online ou conversando com uma pessoa natural daquela região, ou país.

    A comunicação é fundamental ao trabalhar com pacientes. O dentista precisa informar seus pacientes sobre quaisquer procedimentos, medicamentos e procedimentos pós-atendimento para garantir que estejam recebendo todos os cuidados necessários.

    Ao usar essas simples dicas, você pode ter certeza de que está se comunicando de forma eficaz com pacientes que falam idiomas diferentes.

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

    Fontes: Dentist-patient communication in the multilingual dental settingHow to talk to patientsTreating Patients Who Speak Another Language 

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Diabetes e doença gengival – a conexão

      Estudos recentes reforçam a constatação de que diabetes e doença periodontal, como periodontite, estão diretamente ligados.

      Fio ou fita dental: qual é a melhor para sua higiene dental?

      Fio ou fita dental são essenciais à rotina diária de limpeza dos dentes. Mas afinal, qual devo escolher? Qual é melhor para você?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que isso aconteça.

      Remédios para asma podem fazer mal à saúde bucal?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que...

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Saúde das Gengivas: cuidados essenciais

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Derrame e saúde bucal: conheça a ligação

      Derrame e saúde bucal estão diretamente relacionados, é o que nos revela um estudo científico recente. Cuidar da saúde bucal é imprescindível.

      Hipersensibilidade dental

      Hipersensibilidade dental: como prevenir e aliviar

      Conheça dicas práticas do que você pode fazer para prevenir e aliviar a desagradável hipersensibilidade dental