Medicamentos para azia e refluxo podem trazer benefícios para pacientes com doença gengival

Medicamentos para azia, refluxo e os benefícios para a saúde bucal

De acordo com um estudo recente da Bufallo University, o uso de medicamentos para azia e refluxo está associado à diminuição da gravidade da doença gengival.

A pesquisa evidenciou que os pacientes que usaram inibidores da bomba de prótons (IBPs) — uma classe de medicamentos usualmente prescritos para tratar azia, refluxo e úlceras — eram mais propensos a ter profundidades menores de sondagem nas gengivas (a lacuna entre os dentes e as gengivas). 

Quando as gengivas estão saudáveis, elas se ajustam confortavelmente aos dentes. No entanto, na presença de bactérias nocivas, a cavidade se aprofunda, levando à inflamação, perda óssea e periodontite, também conhecida como doença gengival.

Fazem parte da classe de medicamentos inibidores da bomba de prótons, por exemplo, o omeprazol, pantoprazol, lansoprazol, esomeprazol.

A relação dos IBPs com a periodontite

As descobertas, publicadas recentemente na Clinical and Experimental Dental Research, podem estar relacionadas aos efeitos colaterais dos inibidores da bomba de prótons (IBPs), que incluem mudanças no metabolismo ósseo e no microbioma intestinal, disse a pesquisadora principal Lisa M. Yerke, professora assistente clínica no Departamento de Periodontia e Endodontia da Faculdade de Odontologia da Universidade de Bufallo.

“Os IBPs podem ser usados ​​em combinação com outros tratamentos periodontais.

No entanto, estudos adicionais são necessários primeiro para entender os mecanismos subjacentes por trás do papel dos IBPs na redução da gravidade da periodontite”, afirmou a pesquisador Lisa.

O estudo

O estudo procurou determinar se existe uma relação entre o uso de IBPs e doenças gengivais. Os pesquisadores analisaram dados clínicos de mais de 1.000 pacientes com periodontite usando ou não IBPs. As profundidades de sondagem foram usadas como um indicador da gravidade da periodontite.

Apenas 14% dos dentes de pacientes que usaram IBPs tinham profundidades de sondagem de 6 milímetros ou mais, em comparação com 24% dos dentes de pacientes que não usaram a medicação. E 27% dos dentes de pacientes que usam IBPs tinham profundidades de sondagem de 5 milímetros ou mais, em comparação com 40% dos dentes de não usuários de IBP, conforme o estudo.

A relação dos IBPs com a gravidade da doença gengival

Os pesquisadores teorizaram que a capacidade dos IBPs de alterar o metabolismo ósseo ou o microbioma intestinal, bem como potencialmente impactar os microrganismos periodontais, pode ajudar a diminuir a gravidade da doença gengival.

Estudos adicionais estão sendo desenvolvidos para determinar se essa relação pode ser encontrada em outras populações de pacientes com doença gengival e para saber até que ponto a relação pode ser atribuída diretamente aos IBPs.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

 

Fontes: Association between proton pump inhibitors and periodontal disease severityRiscos associados ao uso contínuo dos IBPs

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Dentes salientes são um problema?

Dentes frontais salientes descrevem um tipo de problema de mordida em que a linha superior de dentes se sobrepõe à linha inferior. Em...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?