Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Molécula presente na saliva humana é resposta a uma grande dúvida

    Um estudo publicado no The FASEB Journal investiga o fato misterioso de que as feridas na cavidade bucal se curam mais rapidamente e com mais eficiência do que as aquelas localizadas em outros lugares do corpo humano. Até agora, se pensava que a saliva desempenhava um papel no processo de cicatrização de ferimentos, embora a extensão de seu papel fosse desconhecida. O estudo examinou os efeitos do peptídeo salivar histamina-1 na angiogênese (formação de vasos sanguíneos), que é fundamental para a eficiência da cicatrização de feridas. Os pesquisadores descobriram que a histamina-1 promove a angiogênese, bem como adesão celular e migração.

    “Essas descobertas abrem novas perspectivas para entender melhor a biologia subjacente às diferenças entre a cicatrização oral e cutânea”, disse Vicente A. Torres, Ph.D., professor associado do Instituto de Pesquisa em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade do Chile em Santiago. “Acreditamos que o estudo poderia ajudar na concepção de melhores abordagens para melhorar a cicatrização de feridas em outros tecidos além da boca.”

    Metodologia do estudo

    O estudo envolveu experimentos em três níveis: (1) células endoteliais, ou formadoras de vasos sanguíneos, em cultura, (2) embriões de galinha como modelos animais, e (3) amostras de saliva obtidas de doadores saudáveis. Usando estes três modelos, histamina-1 e saliva foram combinados para aumentar a formação de vasos sanguíneos. Os pesquisadores agora estão dando o próximo passo nesta linha de estudo – usando essas moléculas para gerar materiais e implantes para ajudar na cicatrização de feridas.

    Avanço terapêutico à vista

    “Os evidentes resultados do presente estudo abrem uma ampla caminho para um avanço terapêutico. Eles também trazem à mente o possível significado de animais, e muitas vezes crianças, ‘lambendo suas feridas’”, disse Thoru Pederson, Ph.D., Editor- chefe do The FASEB Journal.​

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Novo Antibiótico: Uma Inovação Promissora para a Odontologia

      Hoje falaremos sobre uma descoberta que pode revolucionar o tratamento das infecções odontológicas. Recentemente, foi desenvolvido um novo antibiótico que representa um avanço...

      Um elixir que pode combater a periodontite: conheça o elixir de Matcha.

      Hoje vamos conversar sobre uma descoberta que pode contribuir para o tratamento da periodontite.Vocês já ouviram falar do elixir oral de Matcha? Pois...

      Gel de lidocaína: uma técnica anestésica útil para a terapia periodontal não cirúrgica

      Hoje compartilharemos com vocês uma descoberta interessante na área da odontologia. Recentemente um estudo publicado no Journal of Periodontology destacou a eficácia do gel...

      Bruxismo e TEPT: Ranger os dentes pode ser sinal de estresse pós-traumático

      Hoje vamos compartilhar com vocês algumas informações interessantes sobre um tema que pode afetar muitas pessoas: o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e...

      Magnificação na Odontologia Moderna: Abrindo Caminhos para Precisão e Conforto

      Hoje vamos abordar  um assunto muito importante na odontologia moderna: a magnificação. É incrível como essa tecnologia tem se mostrado um aliado indispensável,...

      Odontologia restauradora: solução Inovadora para Dentes Pilares Não Paralelos

      No dinâmico cenário da odontologia, um avanço significativo surge para enfrentar um desafio persistente enfrentado por pacientes e profissionais: dentes pilares não paralelos....