O que nunca deve ocorrer no exercício da odontologia

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Edimburgo apresentou uma lista de 15 episódios que nunca devem ocorrer na prática consultório da odontologia. No artigo científico, publicado na Nature, os investigadores explicam que o documento é fruto de um levantamento de opiniões de profissionais da odontologia e tem como objetivo criar um consenso em relação aos incidentes de segurança que nunca devem acontecer no exercício da odontologia se forem aplicadas as medidas preventivas adequadas, à semelhança do que já existe para a área da medicina.

Regras de ouro (o que evitar)

A consulta internacional a um painel de profissionais do setor resultou na definição de 15 regras de ouro do que nunca deve acontecer no exercício da odontologia:

  • Provocar dano à mandíbula do paciente;
  • Extrair o dente errado;
  • Tratar o paciente errado;
  • Injetar o anestésico errado;
  • Ferir o olho do paciente pela não utilização do material de proteção adequado;
  • Deixar objetos estranhos no organismo do paciente depois de procedimentos cirúrgicos;
  • Inalação de objetos estranhos pelo paciente;
  • Não esterilizar os instrumentos;
  • Não registrar o histórico de alergias do paciente quanto ao uso de medicamentos e materiais;
  • Fazer uso de um material em um paciente com histórico de alergia a esse mesmo material odontológico;
  • Prescrever um fármaco ao qual o paciente é alérgico;
  • Reutilizar materiais descartáveis em vez de os descartar;
  • Não referenciar o paciente para uma avaliação de câncer oral depois de as lesões do paciente não regredirem após duas semanas de tratamento;
  • Não fazer rastreamento de câncer oral como parte dos checkups de rotina;
  • Prescrever medicação incorreta a crianças ou adultos.

Aziz Sheikh, um dos pesquisadores envolvidos neste estudo, explica que “a definição de eventos que nunca devem ocorrer é uma forma importante de identificar falhas em procedimentos que podem colocar o paciente em risco. Ao listar um consenso em relação aos eventos que nunca devem ocorrer em odontologia esperamos conseguir que os órgãos reguladores e conselhos regionais sejam capazes de determinar a sua frequência e reduzir a sua ocorrência”.

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?