Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    O risco que um bilhão de jovens estão correndo

    Pode ser muito alto, mesmo que você não seja velho.

    Um novo estudo sugere que até 1,35 bilhão de pessoas na adolescência, e de jovens na faixa etária entre 20 e 30 anos correm o risco de perda auditiva muito antes de atingirem a idade de aposentadoria. E isso como consequência de que passam muito tempo expostos a sons e ruídos muito altos.

    “Focamos na escuta insegura do uso de dispositivos de escuta pessoal, como smartphones e locais barulhentos, como bares, shows e boates, ambos comuns da rotina de entretenimento entre os jovens”, diz a principal autora do estudo, Lauren Dillard, PhD, doutora em audiologia na Medical University of South Carolina em Charleston.

    O estudo

    Para o estudo, os cientistas examinaram dados sobre a exposição média ao ruído entre mais de 19.000 pessoas com idades entre 12 e 34 anos que participaram de 33 estudos conduzidos anteriormente. No geral, cerca de uma em cada quatro pessoas define o volume de seus fones de ouvido em níveis perigosamente altos.

    Quase metade deles compareceu a shows com níveis de ruído inseguros, conforme os resultados do estudo publicados em 15 de novembro no BMJ Global Health.

    Embora o limite exato em que pessoas afirmem que o ruído é muito alto varie em todo o mundo, muitas diretrizes sugerem que as pessoas devem se esforçar para uma exposição média de no máximo 85 decibéis ou menos durante um dia de trabalho típico de oito horas, destaca a equipe do estudo.

    Neste link você estão descritos os níveis de ruído máximo (em decibéis) e os tempos máximos de exposição diária permissível.

    Em níveis de ruído muito mais altos, as pessoas podem precisar limitar seu tempo de exposição a uma hora ou até menos para minimizar o risco de perda auditiva (a partir de 100 decibéis).

    Barulho excessivo

    Por qualquer definição, os jovens do estudo foram expostos a muito barulho. Com fones de ouvido, os níveis médios de ruído atingiram 105 decibéis e, em locais de entretenimento, os níveis médios de ruído atingiram 104 a 112 decibéis.

    Uma limitação da análise é que os estudos menores examinaram uma ampla gama de exposições ao ruído e usaram muitas técnicas diferentes para avaliar o volume. Esses estudos também não mediram diretamente a perda auditiva, apenas se as pessoas pareciam ter sido expostas a níveis de ruído associados a este problema.

    Mesmo assim, a exposição à música alta é um dos tipos mais comuns de exposição ao som para adolescentes e jovens adultos, e isso pode ocorrer em sistemas de áudio pessoais ou em shows, clubes ou outros eventos com música amplificada, diz Colleen Le Prell, PhD, o presidente do departamento de fala, linguagem e audição da Universidade do Texas em Dallas. Muitas outras atividades expõem os jovens a níveis de ruído que podem prejudicar sua audição, incluindo caça e tiro ao alvo; uso de ferramentas elétricas e cortadores de grama; e motocicletas, Jet skis e veículos.

    Como se proteger de lesões auditivas

    “Para proteção contra lesões auditivas, o volume deve ser diminuído se estiver sob o controle do ouvinte, o tempo de escuta deve ser diminuído ou produtos de proteção auditiva apropriados para a exposição devem ser selecionados”, Le Prell aconselha.

    Pesquisas anteriores sugerem que os tampões de ouvido podem ajudar muito a prevenir a perda auditiva de como shows barulhentos e apresentações ao vivo. Um estudo publicado em junho de 2018 no JAMA Otolaryngoly–Head and Neck Surgery  de frequentadores de concertos em um festival de música em Amsterdã, por exemplo, forneceu tampões de ouvido aleatoriamente para alguns participantes e descobriu que pessoas que usavam proteção auricular tinham incidência significativamente menor de perda auditiva em testes feitos após o término do show.

    Embora os tampões de ouvido ajudem, as pessoas também podem reduzir o risco procurando posições mais distantes dos alto-falantes, o que pode significar ingressos a custos mais baratos.

    Em boates e outros locais barulhentos, as pessoas podem procurar áreas tranquilas para fazer uma pausa do barulho, e assim diminuir o risco de dano auditivo.

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

    Fontes: Prevalence and global estimates of unsafe listening practices in adolescents and young adults: a systematic review and meta-analysis, Ruído – Cálculo dos efeitos combinados, Association of Behavior With Noise-Induced Hearing Loss Among Attendees of an Outdoor Music Festival, More Than 1 Billion Teens and Young Adults Risk Hearing Loss

     

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Diabetes e doença gengival – a conexão

      Estudos recentes reforçam a constatação de que diabetes e doença periodontal, como periodontite, estão diretamente ligados.

      Fio ou fita dental: qual é a melhor para sua higiene dental?

      Fio ou fita dental são essenciais à rotina diária de limpeza dos dentes. Mas afinal, qual devo escolher? Qual é melhor para você?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que isso aconteça.

      Remédios para asma podem fazer mal à saúde bucal?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que...

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Saúde das Gengivas: cuidados essenciais

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Derrame e saúde bucal: conheça a ligação

      Derrame e saúde bucal estão diretamente relacionados, é o que nos revela um estudo científico recente. Cuidar da saúde bucal é imprescindível.

      Hipersensibilidade dental

      Hipersensibilidade dental: como prevenir e aliviar

      Conheça dicas práticas do que você pode fazer para prevenir e aliviar a desagradável hipersensibilidade dental