Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Omeprazol e outros do mesmo grupo estão associados a risco maior de demência

    A utilização de “inibidores da bomba de prótons”, os medicamentos mais utilizados para tratar úlceras gastrointestinais e refluxo gastro-esofágico, pode estar associada com um maior risco de demência.
     
    O alerta está sendo feito pela equipe da Dra Britta Haenisch, do Centro Alemão de Doenças Neurodegenerativas, em Bonn, em um artigo publicado pela revista médica JAMA Neurology.
     
    Os inibidores da bomba de prótons (IBP, ou PPI na sigla em inglês para proton-pump inhibitors) já haviam sido alvo de uma denúncia recente, feita por pesquisadores norte-americanos, que mostraram que os medicamentos antiácidos aumentam o risco de morte dos pacientes hospitalizados.
     
    Maior risco de demência
    No estudo alemão, os usuários regulares de IBPs (2.950 pacientes, em sua maioria do sexo feminino e com idade média de 84 anos) apresentaram um risco 44% maior de apresentar demência do que as pessoas (70.729 pacientes, em sua maioria do sexo feminino e idade média de 83 anos) que não receberam inibidores da bomba de prótons.
     
    “O presente estudo só pode fornecer uma associação estatística entre o uso de IBP e o risco de demência. O possível mecanismo biológico causal subjacente tem de ser explorado em estudos futuros. Para avaliar e estabelecer relações diretas de causa e efeito entre o uso de IBPs e a demência em idosos serão necessários ensaios clínicos prospectivos e randomizados,” conclui o estudo.
     
    Inibidores da bomba de prótons
      O uso de inibidores da bomba de prótons (IBP) tem aumentado entre os pacientes mais idosos, o que os coloca entre as classes de remédios mais utilizadas pela população.
     
    Fármacos desse grupo (ex: Omeprazol, Pantoprazol, Esomeprazol), que são usados no tratamento de úlceras gastrointestinais, inibem irreversivelmente um canal na membrana das células gástricas conhecido como bomba de prótons, por onde fluem íons de hidrogênio (H+), também chamados prótons.
     
    Geralmente considerados como medicamentos muito seguros, seus principais efeitos colaterais incluem diarreia e dores abdominais, dores de cabeça, déficit de vitamina B12 e infecção do sistema intestinal devido à destruição parcial da proteção contra as bactérias.

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Diabetes e doença gengival – a conexão

      Estudos recentes reforçam a constatação de que diabetes e doença periodontal, como periodontite, estão diretamente ligados.

      Fio ou fita dental: qual é a melhor para sua higiene dental?

      Fio ou fita dental são essenciais à rotina diária de limpeza dos dentes. Mas afinal, qual devo escolher? Qual é melhor para você?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que isso aconteça.

      Remédios para asma podem fazer mal à saúde bucal?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que...

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Saúde das Gengivas: cuidados essenciais

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Derrame e saúde bucal: conheça a ligação

      Derrame e saúde bucal estão diretamente relacionados, é o que nos revela um estudo científico recente. Cuidar da saúde bucal é imprescindível.

      Hipersensibilidade dental

      Hipersensibilidade dental: como prevenir e aliviar

      Conheça dicas práticas do que você pode fazer para prevenir e aliviar a desagradável hipersensibilidade dental