Prevenção do câncer de boca – tudo o que você precisa saber

Muitos consideraram que 2020 foi um ano extremamente desafiador devido à pandemia COVID-19. Apesar disso, é importante não nos esquecermos do outro ‘grande C’: o câncer de boca.

Os profissionais da odontologia estão em uma posição privilegiada para aumentar a conscientização sobre o câncer de boca. Ao mesmo tempo, também educar as pessoas sobre essa condição devastadora.

A melhor e mais eficaz maneira de se lidar com o mal é aprender como trabalhar a sua prevenção. Tanto do ponto de vista do dentista, ao realizar o exame bucal do paciente, como do próprio paciente, através do autoexame. É isso o que vamos ver agora.

Do ponto de vista do Dentista

Rastreamento do câncer de boca

Rastreamentos sistemáticos e regulares salvam vidas. Sabemos que a detecção precoce do câncer de boca resulta em uma taxa de sobrevivência de 90%. Isso é comparado a 50% na detecção tardia do câncer bucal.

Mouth Cancer Foundation recomenda fazer um exame completo do câncer de cabeça e pescoço em todos os pacientes com mais de 16 anos, pelo menos uma vez por ano.

Recentemente os especialistas Dr. Ciro Gilvetti e Andrew Osafo escreveram um artigo onde descrevem sobre como realizar de forma simples um exame completo de câncer de boca.

Sinais e sintomas do câncer de boca

Esse exame se baseia na observação e análise dos seguintes sinais e sintomas:

– Dor persistente na boca;

– Manchas brancas ou vermelhas na boca;

– Uma ferida ou úlcera na boca que não cicatriza em três semanas;

– Nódulos e inchaços na boca, cabeça ou pescoço;

– Dificuldade em mastigar ou mover a língua, ou mandíbula;

– Rouquidão crônica ou dor de garganta que persiste por mais de seis semanas;

– Comprometimento da mobilidade dentária.

Técnicas complementares

As técnicas adjuvantes ajudam os profissionais de saúde a detectar anormalidades da mucosa oral. Os especialistas escreveram um artigo sobre as técnicas auxiliares disponíveis para o rastreamento do câncer de boca. Esse artigo encontra-se disponível para consulta em detalhes na publicação Dentistry Online.

É importante lembrar que as técnicas adjuvantes não substituem o exame clínico do câncer oral. Essas ferramentas não fornecem um diagnóstico. Em vez disso, complementam e fortalecem os protocolos clínicos existentes.

Carência na prevenção do câncer de boca

O relatório State of Mouth Cancer UK 2019/2020 revelou que 74% dos adultos britânicos nunca examinaram a boca em busca de sinais de câncer. O relatório também mostrou que 16% dos adultos fazem uma verificação uma vez por mês.

Melhor prevenção do câncer de boca é sua detecção precoce

Muitas pessoas não sabem que, em seus estágios iniciais, o câncer de boca pode ser quase invisível, podendo ser facilmente ignorados. É por isso que é tão importante ficar de olho na saúde de sua boca, pois as chances de sobrevivência aumentam significativamente se o câncer for detectado precocemente e tratado rapidamente.

O que o paciente pode fazer em casa

O recomendável é que todos com mais de 16 anos façam esta autoverificação de dois minutos uma vez por mês, após a limpeza dos dentes. Tudo que você precisa para realizar o teste de boca é:

  • Um espelho;
  • Uma boa fonte de luz;
  • Mãos e dedos higienizados.

Em cada etapa, você inspeciona e apalpa quaisquer caroços, manchas vermelhas ou brancas e alterações na cor ou textura, úlceras persistentes ou qualquer coisa incomum.

 

Prevenção do câncer de boca – autoexame do rosto

Olhe para todo o rosto.

  • Há algum inchaço que você não percebeu antes?
  • Inspecione sua pele. Algo mudou recentemente?
  • As pintas ficaram maiores ou começaram a coçar, ou sangrar?
  • Vire a cabeça de um lado para o outro. Isso estica a pele sobre os músculos, tornando os caroços mais fáceis de ver?

Prevenção do câncer de boca – autoexame do pescoço

Passe os dedos sob a mandíbula e sinta ao longo do músculo grande de cada lado do pescoço usando as pontas dos dedos.

  • Existem inchaços?
  • Tudo parece igual em ambos os lados?

Prevenção do câncer de boca – autoexame dos lábios

Use o indicador, o dedo médio e o polegar para sentir o interior da boca.

  • Puxe o lábio superior para cima e o lábio inferior para baixo para ver se há feridas ou alterações na cor;
  • Use o polegar e o indicador para sentir ao redor e dentro dos lábios, verificando se há protuberâncias, protuberâncias ou alterações na textura.

Prevenção do câncer de boca – autoexame das gengivas

Use o polegar e o indicador na parte interna e externa da gengiva, percorrendo-a para sentir qualquer coisa incomum.

  • Abra a boca e afaste as bochechas, um lado de cada vez, com o dedo para olhar para dentro. Procure por manchas vermelhas ou brancas.
  • Use o dedo na bochecha para verificar se há úlceras, caroços ou sensibilidade.
    Repita do outro lado.
  • Sua língua pode ser útil para localizar áreas doloridas, úlceras ou manchas ásperas.

Prevenção do câncer de boca – autoexame da língua

  • Com cuidado, puxe a língua para fora e olhe primeiro para um lado e depois para o outro;
  • Procure qualquer inchaço, úlcera ou mudança de cor;
  • Examine a parte inferior da língua levantando a ponta da língua até o céu da boca.

Prevenção do câncer de boca – autoexame do assoalho da boca

  • Levante a língua e olhe por baixo, em seguida, olhe para o assoalho da boca para ver se há mudanças de cor incomuns;
  • Pressione suavemente o dedo ao longo do assoalho da boca e na parte inferior da língua para sentir se há caroços, inchaços ou úlceras.

Prevenção do câncer de boca – autoexame do teto da boca

  • Incline a cabeça para trás e abra bem a boca para verificar o céu da boca;
  • Como alternativa, use um pequeno espelho de boca para ver o céu da boca. Observe se há alterações na cor ou úlceras;
  • Verifique se há alterações na textura com o dedo.

Se você encontrar algo durante a sua verificação que suscite alguma preocupação, visite seu dentista ou médico para obter uma opinião profissional.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes: Dentistry OnlinePracticeplanMouth Cancer Foundation

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?