Uso do fio dental continua importantíssimo para higiene bucal

fioA discussão ‘veio à baila’ nas últimas semanas depois de ter sido publicada uma pesquisa da Associated Press que indicava que a recomendação de utilização de fio dental deixou de fazer parte das regras emitidas e reavaliadas a cada cinco anos pelos Serviços de Agricultura e Saúde e Serviços Humanos dos EUA.

De acordo com a imprensa internacional, a notícia caiu como uma ‘bomba’ na indústria produtos para higiene dental, já que um possível abandono da recomendação de utilização do fio dental na higiene bucal poderia significar a perda de milhões a cada ano.

A pesquisa conduzida pela Associated Press salienta que os estudos até agora realizados para analisar os benefícios desta prática de higiene bucal possuem conclusões “fracas, pouco sólidas” e de “baixa qualidade”.

Wayne Aldredge, Presidente da Academia Americana de Periodontologia, afirmou que “existem evidências científicas fracas” em muitos dos estudos realizados sobre o assunto, contudo, refere que é importante que os pacientes continuem utilizando o fio dental para evitar doenças periodontais. “É como construir uma casa e não pintar dois dos seus lados. Em última análise esses dois lados irão apodrecer mais rapidamente”, defende.

A Associação Dental Americana também já emitiu um comunicado sobre o tema e defende que “a falta de evidências fortes não equivale a falta de eficácia”, reforçando que “uma limpeza profissional, a escovação dos dentes e a limpeza entre os dentes (com a utilização de fio dental e outras ferramentas como as escovas interdentais) já demonstraram ter a capacidade de remover a placa bacteriana”.

Limpeza dos espaços interdentais

A Associação Dental Alemã assegura que a utilização de fio dental “continua a ser uma forma importante de limpar os espaços interdentais, especialmente nos espaços mais estreitos dos dentes anteriores”.

Como bem sabemos, para manter uma boa higiene bucal, é fundamental escovar os dentes com dentífrico fluoretado durante cerca de dois minutos após as refeições e consultar um dentista regularmente, duas vezes por ano. É ainda importante, para cuidar adequadamente dos dentes e das gengivas, a higienização dos espaços interdentários com fio ou fita dental, e fazer uso da escova interdental

A higienização diária dos espaços interdentários onde a escova não chega é fundamental para a remoção dos resíduos dentários que, por ação das bactérias patogênicas, podem facilitar o aparecimento de cárie dental e doença gengival.

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?