A deficiência de cálcio e o impacto sobre os dentes

A deficiência de cálcio e o impacto sobre os dentes

O cálcio é um nutriente que é repleto de benefícios para dentes e ossos.

A deficiência de cálcio pode ter efeitos adversos na saúde dentária do indivíduo.

Este artigo traz tudo que você precisa saber sobre deficiência de cálcio e como isso pode afetar os seus dentes.

Qual é a relação entre cálcio e os dentes?

O cálcio é um nutriente importante que precisamos consumir para garantir tanto ossos quanto dentes fortes.

Quando uma pessoa não consome cálcio, fósforo e vitamina D suficientes, ela pode vir a ter ossos e dentes mais fracos e menos densos.

Isso pode levar à osteoporose e outras complicações de saúde, como cáries e perda dentária.

Mulheres que convivem com osteoporose tendem a ter mais problemas odontológicos do que aquelas da mesma idade que não convivem com a doença. Em portadores de osteoporose observa-se um enfraquecimento ou afinamento do osso da mandíbula. A consequência disso é a perda do suporte adequado para os dentes, gerando perdas dentárias.

Deficiência de cálcio – Sintomas

A deficiência de cálcio pode fazer com que os ossos de todo o corpo se tornem menos densos e mais frágeis. Quando isso ocorre, o indivíduo pode se tornar mais suscetível à perda de dentes.

De acordo com um estudo mais antigo, os pesquisadores descobriram uma correlação direta entre a não obtenção de cálcio suficiente e a perda dentária.

Os pesquisadores observaram que pessoas que não ingeriam cálcio suficiente diariamente tinham muito mais probabilidade de perder pelo menos um dente em um período de acompanhamento de 2 anos.

Deficiência de cálcio – Outros sintomas

Os sinais de deficiência de cálcio podem não se tornar aparentes por vários anos porque o corpo humano passa a retirar o cálcio dos ossos como fonte diante de um quadro de carência alimentar.

A longo prazo, a deficiência de cálcio pode causar:

  • Baixa massa óssea, também chamada de osteopenia;
  • Risco aumentado de osteoporose;
  • Maior risco de fraturas ósseas;

Em casos graves de deficiência de cálcio podem acontecer:

  • Convulsões;
  • Dormência ou formigamento nos dedos;
  • Arritmia cardíaca.

Prevenção

Pode-se tomar medidas para fortalecer o esmalte dental e prevenir a deficiência de cálcio e seus sintomas antes que eles se manifestem.

Hábitos do dia a dia

As pessoas podem tomar certos cuidados para garantir dentes saudáveis, mantendo bons e recomendáveis práticas de boa saúde:

  • Cuidar das gengivas e dentes com escovação regular, uso do fio dental e visitas ao dentista;
  • Substituir a escova dental em intervalos regulares;
  • Limitar ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Evitar o tabagismo;
  • Ingerir 600 a 800 unidades internacionais de vitamina D diariamente;
  • Consumir 1000 a 1.200 mg de cálcio por dia através dos alimentos ou suplementação;
  • Manter um peso saudável;
  • Manter uma dieta rica em vegetais, frutas, grãos integrais, fontes proteicas magras e laticínios com baixo teor de gordura;
  • Praticar exercícios regularmente;
  • Consultar seu dentista ao detectar qualquer desconforto ou sintoma odontológico;
  • Tomar  cuidados extras para evitar quedas.

O que comer

American Dental Association (ADA) recomenda que as pessoas adicionem mais alimentos ricos em cálcio à dieta.

Existem várias fontes dietéticas de cálcio, incluindo opções não lácteas e veganas. Elas incluem, por exemplo:

  • Laticínios, incluindo leite, queijo e iogurte;
  • Leite de soja;
  • Tofu com adição de cálcio;
  • Vegetais de folhas verdes escuras;
  • Amêndoas;
  • Feijões;
  • Peixe enlatado.

Academia de Nutrição e Dietética recomenda que se deve ingerir alimentos ricos em vitamina C e fósforo, além do próprio cálcio.

A vitamina C ajuda a promover a saúde das gengivas, enquanto o fósforo, que se encontra em alimentos como feijão, ovos e carnes, é importante para garantir dentes fortes.

Conforme a ADA, a perda de dentes pode levar a problemas nutricionais. Eles asseguram que uma pessoa que perdeu um dente tem maior probabilidade de acabar tendo uma dieta pobre, carente dos nutrientes necessários. Isso pode levar a outras complicações, como obesidade.

A ADA também recomenda que as pessoas conversem com seu dentista sobre a substituição de dentes perdidos. Eles afirmam que dentaduras bem ajustadas podem fazer a diferença para auxiliar as pessoas a manterem uma dieta regular e saudável.

Cálcio em alimentos ou suplementos

Em um estudo de 2015, os pesquisadores relacionaram a baixa ingestão de cálcio com um risco aumentado de câncer e doenças bucais. Eles identificaram que as pessoas no grupo de risco ingeriam mais proteínas e bebiam mais refrigerantes do que as outras.

Consumir cálcio suficiente é uma parte importante da prevenção da perda de densidade óssea. No entanto, as pessoas devem buscar obter cálcio e outros nutrientes de alimentos, em vez de suplementos.

Os pesquisadores que participaram de um estudo de 2013 afirmaram que os profissionais de saúde devem evitar prescrever ou recomendar suplementos de cálcio devido ao efeito mínimo que eles têm na prevenção de fraturas. Eles também descobriram que tomar suplementos de cálcio pode aumentar o risco de ataque cardíaco, pedras nos rins e eventos gastrointestinais agudos.

Outro estudo, este de 2017, também aconselha as pessoas a obterem cálcio da dieta. Os pesquisadores recomendam que os médicos desencorajem as pessoas a consumirem suplementos de cálcio.

Quando entrar em contato com seu dentista ou médico

O paciente deve conversar com seu dentista ou médico se ocorrer a  perda de um dente, uma fratura óssea repentina ou diante de outros sinais potenciais de deficiência de cálcio.

Um indivíduo que já sabe ser portador de osteoporose deve conversar com seu dentista sobre a possibilidade da perda de dentes, e sobre o que fazer para atuar de forma preventiva.

Qualquer pessoa com dentes faltando deve conversar com seu dentista. O dentista poderá oferecer a opção odontológica mais adequada para que a pessoa possa manter a funcionalidade de sua mastigação.

Resumindo

A deficiência de cálcio pode levar a problemas de saúde óssea e outros problemas de saúde. Também pode afetar negativamente os dentes.

Quando os níveis de cálcio não são suficientes, o corpo de uma pessoa começa a retirar cálcio das suas reservas presente nos ossos. Com o passar do tempo, os ossos podem se tornar menos densos e mais fracos, levando a várias complicações potenciais, incluindo a perda dental.

A falta de cálcio também pode tornar o indivíduo mais suscetível a cânceres e doenças bucais. Algumas pessoas podem evitar complicações ingerindo cálcio e vitamina D suficientes através de uma dieta adequada ou através de suplementos quando prescritos por profissional de saúde.

Em geral, as pessoas devem consumir cálcio através da dieta, em vez de na forma de suplemento, porque existem pesquisas demonstrando que tomar suplementos de cálcio pode aumentar o risco de certos efeitos adversos à saúde.

Procure conversar com seu dentista ou médico se apresentar sintomas de deficiência de cálcio ou estiver preocupado(a) em preveni-la.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes:  NIHDepartment of Health New York State,  MouthHealthyPubMedEndocronology and MetabolismeatrightAbri dental

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?