Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    A linhaça melhora a saúde da gengiva

    Os benefícios da linhaça para a gengiva

    periodontite é uma doença comum, mas evitável, causada por uma infecção bacteriana.

    Esta infecção danifica o tecido mole da gengiva e, se não for tratada prontamente, pode causar a queda dos dentes.

    Praticar uma boa higiene bucal é a melhor maneira de prevenir a periodontite, embora existam vários fatores de risco — como tabagismo, gengivite, obesidade, diabetes e deficiência de vitamina C, entre outros — para tomar cuidado também.

    Atualmente, os dentistas tratam a periodontite removendo primeiro a placa dentária e o cálculo (tártaro) e depois prescrevendo antissépticos bucais medicamentosos e/ou antibióticos orais. No entanto, antibióticos comumente usados para doenças periodontais são conhecidos por causar inúmeros efeitos colaterais, incluindo erupções cutâneas, diarreia, intolerância gastrointestinal, náusea e um gosto metálico desagradável. Por causa dessas preocupações, muitas pacientes têm evitado esses medicamentos.

    A boa novidade

    A boa novidade é que existem muitos antibióticos naturais que podem ajudar a combater infecções bacterianas. Em um estudo recente, pesquisadores na Índia relataram a eficácia da linhaça (Linum usitatissimum) na prevenção do crescimento de patógenos periodontais comuns in vitro. Amplamente cultivada como alimento e fonte de fibras, a linhaça tem sido rotulada como um superalimento devido à sua abundância de nutrientes essenciais e excelentes benefícios para a saúde.

    Os pesquisadores discutiram as propriedades antimicrobianas da linhaça em um artigo publicado no International Journal of Herbal Medicine.

    Linhaça: fonte de nutrientes e de um potente antimicrobiano

    Segundo pesquisas, o uso de antibióticos é recurso importante no manejo da periodontite. No entanto, a resistência a antibióticos tornou-se problema no mundo inteiro. Acredita-se que se deva ao uso indevido de antibióticos. Muitos pesquisadores agora veem as intervenções fitoterápicas como estratégias terapêuticas que merecem mais pesquisa e atenção.

    A linhaça, um popular superalimento, é rica em ácidos graxos ômega-3, demonstrou potentes atividades antimicrobianas e anti-biofilmes em múltiplos estudos. Para explorar ainda mais essas propriedades úteis, os pesquisadores realizaram um estudo in vitro para avaliar a atividade antimicrobiana da linhaça contra patógenos periodontais.

    Eles prepararam um extrato etanólico de pó de linhaça e determinaram sua concentração inibitória mínima (MIC) e concentração mínima de bactericida (MBC) contra três patógenos orais, a ver, Porphyromonas gingivalis, Aggregatibacter actinomycetemcomitans e Tannerella forsythia.

    P. gingivalis é uma bactéria invasiva e evasiva que foi descrita como uma espécie de biofilme “pedra fundamental”. Está fortemente envolvida na patogênese da periodontite. A. actinomycetemcomitans é um patógeno oportunista associado a formas agressivas de periodontite. Como a P. gingivalis, esta bactéria é bem equipada para escapar da resposta imune do hospedeiro.

    T. forsythia, entretanto, tem sido fortemente implicada no início da periodontite. De acordo com estudos, indivíduos com sobrepeso ou obesos têm um crescimento excessivo dessa bactéria em particular. Assim, está mais comumente associada a doenças periodontais em pacientes com sobrepeso do que em pessoas com peso normal.

    Os pesquisadores relataram que o extrato de linhaça exibiu atividade bacteriostática (inibe o crescimento) contra os três patógenos. Em 100 microlitros(uL)/mililitro (mL), o extrato exercia efeitos bactericidas contra P. gingivalis, o que significa que foi capaz de matar a bactéria.

    Com base nesses achados, os pesquisadores concluíram que a linhaça pode ser usada como [um aditivo natural à terapia periodontal devido aos seus efeitos bactericidas contra a P. gingivalis.

    Outros benefícios para a saúde da linhaça

    Quando falamos linhaça nos referimos às pequenas sementes comestíveis da planta linho. É rica em nutrientes essenciais, além de gorduras saudáveis, fibras e antioxidantes.

    Uma colher de sopa deste incrível superalimento pode fornecer 1,3 gramas de proteína, 1,9 gramas de fibra, 1.597 mg de ômega-3 saudável para o coração e uma variedade de vitaminas e minerais, como vitaminas B1, B6 e B9 e cálcio, magnésio, ferro, fósforo e potássio. Devido ao seu impressionante perfil de nutrientes, a linhaça oferece uma variedade de benefícios para a saúde, tais como:

    • Ação anti-inflamatória
    • Redução do risco de câncer
    • Melhor saúde digestiva (por exemplo, movimentos intestinais regulares, menor risco de síndrome do intestino irritável)
    • Níveis mais baixos de colesterol no sangue
    • Pressão arterial mais baixa
    • Apetite reduzido
    • Melhor controle do açúcar no sangue

    A linhaça é um alimento e ingrediente versátil, então você não vai achar difícil incorporar esse superalimento em sua dieta diária. Para desfrutar de melhor coração, saúde metabólica, digestiva e bucal, nossa dica é incluir linhaça nutritiva e óleo de linhaça na sua dieta.

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

    Fontes: Antimicrobial effect of flaxseed (Linum usitatissimum) on periodontal pathogens: An in vitro study,  Systemic antibiotic therapy in periodonticsPorphyromonas gingivalis: an invasive and evasive opportunistic oral pathogenVirulence mechanisms of Tannerella forsythia

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Síndrome da Boca Ardente: nova esperança para o alívio

      Você sente uma sensação crônica de queimação na boca sem causa aparente? Nesse caso, você pode ser uma das muitas pessoas que sofrem...

      A Influência do DNA na Saúde Bucal

      Conheça o papel da genética sobre a saúde bucal. Será que apenas a genética pode garantir uma boa saúde dos dentes e gengivas?...

      Tártaro: o vilão silencioso da sua saúde bucal

      Dentes limpos não significam necessariamente dentes saudáveis. O tártaro, também conhecido como placa bacteriana, é uma camada pegajosa que se acumula nos dentes...

      Quando levar seu bebê no dentista pela primeira vez?

      A chegada do primeiro dentinho do bebê é um marco emocionante. Mas você sabia que esse momento também marca o início de uma...

      A Raiz do Mau Hálito: A Ciência Revela

      Ciência revela a origem do mau hálito e sua associação com as bactérias da flora bucal. Saiba como prevenir e tratar o mau...

      Dentes brancos: promessas da publicidade vs. realidade do tratamento

      Artigo destaca as diferenças entre as promessas dos cremes dentais clareadores e o clareamento dental profissional realizado por dentistas