Exercícios que podem ajudar a aliviar as dores da ATM

Exercícios para aliviar as dores da ATM

Pessoas que sentem dor devido a um distúrbio da articulação temporomandibular (ATM) podem se valer de uma variedade de exercícios para aliviá-la. Esses exercícios podem melhorar a força e a mobilidade da mandíbula.

Os distúrbios da ATM são um grupo de doenças que afetam os músculos e ossos da mandíbula. Eles causam dor na articulação que conecta a mandíbula ao crânioque possibilita ao indivíduo abrir e fechar a boca. A dor pode originar-se dos músculos responsáveis pelo movimento da articulação ou da própria articulação.

As terapias não invasivas ou conservadoras podem reduzir a dor e a rigidez dos distúrbios da ATM. Isso pode incluir exercícios que podem ajudar a melhorar a força ou função da mandíbula.

Este artigo aborda o que são distúrbios da ATM e detalha alguns exercícios que podem ajudar a aliviar os sintomas.

O que provoca distúrbios da ATM

A ATM, ou articulação temporomandibular, permite que a mandíbula se mova quando uma pessoa está comendo, falando ou bocejando. As articulações, músculos e ligamentos que controlam a mandíbula estão em cada lado dela.

Conforme a American Dental Association , cada articulação possui um disco interno que fornece amortecimento conforme o movimento da mandíbula. Qualquer desalinhamento no sistema de músculos, ligamentos e disco pode causar dor, rigidez ou desconforto na ATM.

São causas comuns de distúrbios da ATM:

  • Trauma na mandíbula
  • Cirurgia dentária
  • A inserção de um tubo respiratório durante cirurgia
  • Doença auto-imune
  • Infecções

Outras causas possíveis incluem artrite e o ato de ranger os dentes.

National Institute of Dental and Craniofacial Research (NIDCR) acrescenta que a causa exata dos distúrbios da ATM nem sempre é clara, observando que algumas lesões podem causá-los. Essas lesões podem afetar:

  • Articulações
  • Músculos ou ligamentos responsáveis por mover a mandíbula

Exercícios para aliviar as dores na ATM 

Certos exercícios que alongam ou fortalecem a mandíbula podem reduzir as dores dos distúrbios da ATM.

Abaixo, seguem alguns exercícios que podem ajudar a minimizar os sintomas.

No entanto, é melhor discutir os exercícios com um médico ou fisioterapeuta antes de começar. Importante salientar que o indivíduo acometido sempre deve parar de fazer qualquer exercício se isso piorar a sua dor ou desconforto.

1. Resistir ao fechamento da boca

O fechamento da boca resistido envolve a aplicação de alguma pressão no queixo enquanto fecha a boca. Para realizar o exercício:

  1. Coloque os polegares sob o queixo.
  2. Coloque os dedos indicadores entre a crista da boca e a parte inferior do queixo.
  3. Use os dedos e polegares para aplicar uma pressão suave para baixo no queixo enquanto fecha a boca.

2. Abertura da boca resistida

O indivíduo pode aplicar uma leve pressão no queixo ao abrir a boca. Para realizar o exercício:

  1. Coloque dois dedos sob o queixo e abra a boca lentamente enquanto aplica uma leve pressão com os dedos.
  2. Segure por 3–6 segundos.
  3. Feche lentamente a boca.

3. Movimento lateral da mandíbula

Este exercício envolve mover a mandíbula de um lado para o outro para fortalecer os músculos:

  1. Morda suavemente com os dentes da frente um objeto que tenha cerca de um pouco mais de meio cm de espessura, como dois abaixadores de língua.
  2. Mova lentamente a mandíbula de um lado para o outro.
  3. Aumente a espessura do objeto logo que o exercício se tornar mais fácil.

4. Língua para cima

O exercício de língua para cima envolve abrir e fechar lentamente a boca, mantendo o contato com o céu da boca.

A pessoa deve repetir este movimento várias vezes.

5. Movimento da mandíbula para frente

Este exercício também requer um objeto fino. Um indivíduo pode seguir estas etapas:

  1. Segure suavemente um objeto com cerca de pouco mais de meio cm de espessura entre os dentes da frente.
  2. Mova a mandíbula para frente de modo que os dentes inferiores fiquem na frente dos dentes superiores.
  3. Conforme o exercício se torna mais fácil, substitua o objeto por um mais grosso.

6. Conjunto de exercícios do Oxford University Hospitals

Os Hospitais da Universidade de Oxford recomendam a seguinte rotina para fortalecimento do músculo da mandíbula e evitar prevenção de cliques na articulação da mandíbula.

Pode-se realizar esta sequência de exercícios por 5 minutos, duas vezes ao dia:

  1. Feche a boca e deixe os dentes se tocarem. Coloque a ponta da língua no palato, logo atrás dos dentes frontais superiores.
  2. Passe a ponta da língua de volta para o palato mole até que não consiga alcançar mais, mantendo os dentes juntos.
  3. Segure a língua aqui contra o palato mole e lentamente abra a boca até que a língua comece a se afastar. Mantenha a posição por 5 segundos, feche a boca e relaxe.
  4. Repita as etapas 1-4 por 5 minutos.

O quanto os exercícios podem ajudar

Alguns indivíduos podem não encontrar alívio de suas dores de forma eficaz através desses exercícios. Nestes casos, o dentista ou médico pode sugerir medicamentos, ou outras terapias para alívio da dor. Em casos graves, pode se recomendar cirurgia, embora se tenda a ver isso como um último recurso.

NIDCR alerta que os possíveis benefícios da cirurgia podem não superar os riscos, que incluem danos permanentes na mandíbula e substituição das articulações, rompimento ou funcionamento de forma incorreta, ou inadequada.

Resumindo

Os exercícios para a dor na ATM são geralmente seguros e podem reduzir os sintomas para algumas pessoas. Eles são fáceis de realizar em casa diariamente.

É melhor conversar com um dentista, médico ou fisioterapeuta para obter mais orientações sobre quais exercícios são adequados. Podem ser recomendadas medidas outras para tratamento, caso os exercícios não se mostrem eficazes.

 

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes: Oxford University HospitalsTMJ AssociationAmerican Family Physician 

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?