A saúde mental pode ter ligação com a saúde bucal?

Uma inesperada conexão foi descoberta: a boa saúde mental tem ligação com a boa saúde bucal .

Pode ser uma surpresa, mas a saúde mental está intimamente relacionada à saúde bucal .

Questões como depressão, estresse e ansiedade podem afetar seus dentes e vice-versa.

Não ter o alinhamento correto, por exemplo, pode causar uma variedade de problemas de saúde, como distúrbio da ATM, dores de cabeça, enxaquecas, dores no corpo, dor cervical, dor lombar. E por sua vez, podem causar sofrimento psicológico à pessoa que sofre desses distúrbios.

De acordo com a National Health and Nutrition Examination Survey , quase dois terços das pessoas diagnosticadas com depressão relataram ter dor de dente .

Ao mesmo tempo metade de todos os indivíduos clinicamente deprimidos pesquisados classificaram a condição de seus dentes como regular ou ruim .

Há também uma ligação bastante forte entre a doença gengival e problemas de saúde mental . Aqueles com problemas como depressão e ansiedade precisam tomar cuidado extra ao adotar uma rotina de higiene dental. Isso para garantir uma saúde bucal adequada.

Saúde mental prejudicada – Saúde bucal ruim – Causas

A razão mais comum por trás de problemas de saúde bucal em pacientes com saúde mental ruim é o efeito comportamental do estresse e da ansiedade .

Pode ser difícil ter a disciplina para seguir uma rotina rigorosa de atendimento odontológico ao enfrentar uma condição de saúde mental. Quando os problemas literalmente sobem à cabeça tudo fica mais difícil.

E por isso que é tão importante dedicar um tempo à autorreflexão, e encontrar assim a energia necessária para colocar nas tarefas diárias. Inclusive o cuidado com os dentes e a boa saúde bucal.

Pessoas deprimidas também são mais propensas a ter dietas prejudiciais e pular visitas ao dentista.

O estresse também pode ter efeitos fisiológicos no corpo. Os picos no hormônio do estresse, o cortisol , enfraquecem o sistema imunológico .

Isso facilita a invasão de bactérias pelas gengivas e os processos inflamatórios.

Certos antidepressivos e medicamentos ansiolíticos podem causar boca seca (xerostomia). Assim a saliva não está disponível para limpar os restos de comida depois das refeições.

Aqueles com ansiedade severa às vezes exibem sintomas como aftas e ranger de dentes . Ambos são prejudiciais à saúde bucal, com efeitos a curto e longo prazo. No caso de ranger de dentes (bruxismo), os pacientes podem desgastar permanentemente os molares essenciais e causar danos irreparáveis ​​ao esmalte protetor.

Como cuidar de seus dentes

É difícil para quem sofre de depressão e ansiedade estabelecer uma rotina de saúde bucal.

Porém, é essencial fazer isso para manter os dentes e gengivas saudáveis.

Todos os indivíduos devem procurar escovar os dentes após as refeições e não esquecer o uso do fio dental.

Também é uma boa ideia usar enxaguatório bucal para ajudar na remoção dos detritos e eliminação de bactérias nocivas.

Para não esquecer dos cuidados com a saúde bucal o uso de recursos tecnológicos também pode ajudar. Por exemplo, se valer de uma agenda no celular com alarmes periódicos alertando o usuário para a necessidade de cuidar da higiene bucal. Isso ajuda no estabelecimento e concretização de rotinas saudáveis .

Doença periodontal

Quando alguém falha em cuidar dos dentes, geralmente resulta em doença periodontal.

Esse grave problema de saúde bucal é a forma mais avançada de doença gengival.

Os primeiros sintomas da doença gengival são que as gengivas sangram quando você as escova e podem estar inflamadas .

A doença gengival progride com a falta de atendimento odontológico adequado.

As bactérias na boca e a inflamação trabalham para destruir as gengivas, os suportes estruturais para os dentes e o maxilar. Como resultado os dentes podem eventualmente se soltar e depois cair.
A boca seca permite que as bactérias se multipliquem mais rapidamente e criem mais danos.

Uma vez iniciada a periodontite, o tratamento odontológico é necessário para interromper seus efeitos nocivos.

Quando alguém tem uma doença mental, é importante que a pessoa faça tratamentos e exames dentários regulares para manter a periodontite sob controle.

Quanto mais espaçadas forem as consultas, maior o dano.

Se os pacientes fumam e bebem, o dano ocorre ainda mais rapidamente.
Fumar e beber também irá retardar o processo de cicatrização quando o trabalho odontológico for realizado.

Fontes: wknd , ToothHQ

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?