Conheça como o Dentalis pode ajudar o seu consultório

As doenças que a língua pode revelar

Língua é um órgão altamente vascularizado, fundamentalmente muscular, que desempenha diversos papéis e funções vitais no corpo humano. E embora, em geral, não receba muita importância, é essencial para várias funções, como fonação e comunicação, mastigação, deglutição, percepção do paladar, limpeza e lubrificação oral.

Na Medicina Tradicional Chinesa (MTC), por exemplo, o diagnóstico pela língua é parte fundamental do processo diagnóstico. Os praticantes da MTC acreditam que a língua pode revelar informações sobre o estado dos órgãos internos do corpo. Por exemplo, uma língua vermelha pode indicar calor ou inflamação, enquanto uma língua pálida pode indicar sinais de anemia.

Além disso, a língua é um órgão no qual os dentistas podem detectar inúmeras doenças.

Doenças que modificam as características da língua

  • A falta de vitaminas A, B2 e C: costuma causar inflamação da língua (glossite). Da mesma forma, uma deficiência de vitaminas, estresse ou alterações hormonais podem causar o aparecimento de rachaduras na língua, chamada de língua geográfica.
  • Anemia: uma língua pálida pode ser um sinal de anemia, que se caracteriza por uma diminuição dos glóbulos vermelhos ou falta de ferro no organismo.
  • Deficiência de vitamina B12: uma língua vermelha, inchada ou lisa pode ser um sintoma de deficiência de vitamina B12, uma condição que afeta a produção de glóbulos vermelhos e o bom funcionamento do sistema nervoso.
  • Infecções fúngicas: Fungos, como candidíase oral, podem produzir um revestimento branco na língua e nas membranas mucosas.
  • Problemas hepáticos: A icterícia é um distúrbio caracterizado por um tom amarelado na pele, olhos e, às vezes, na língua.
  • Doenças autoimunes: Em condições como lúpus eritematoso sistêmico ou doença de Behçet, úlceras e feridas podem aparecer na língua.
  • Patologias cardíacas e problemas de circulação: a língua adquire uma pigmentação roxa.
  • Doenças do aparelho digestivo: úlceras ou refluxo podem fazer com que a língua fique com um tom acinzentado.
  • Infecções bacterianas: Algumas, como escarlatina ou sífilis, podem causar alterações na língua, como aparência de “morango” ou feridas dolorosas.
  • O consumo excessivo de tabaco, álcool, café e chá-preto pode causar uma condição chamada “língua peluda”, que se caracteriza por uma coloração enegrecida e pelo aparecimento de pelos, mas que desaparece quando o indivíduo para de consumir esses produtos.

Como manter sua língua saudável

Em primeiro lugar, uma boa higiene dental é fundamental.

Além de escovar os dentes, você deve limpar a superfície da língua para remover bactérias e restos de comida que se acumulam nela. Para isso, é recomendável usar um raspador de língua ou uma escova específica para língua, desenvolvida para remover bactérias e resíduos de alimentos que podem se acumular na língua.

Outro conselho é buscar correção para dentes quebrados, coroas ou dentaduras mal ajustadas e evitar o consumo de tabaco e álcool. Da mesma forma, uma dieta equilibrada e rica em frutas e vegetais irá evitar deficiências vitamínicas que possam afetar negativamente a língua.

Se você está preocupado com sua saúde, é importante realizar um autoexame da sua língua e consultar seu dentista regularmente ao menos duas vezes por ano.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

Fonte: La lengua, herramienta clave para detectar algunas patologías

Conheça como o Dentalis pode ajudar o seu consultório

Sugestões de leitura

Novo Antibiótico: Uma Inovação Promissora para a Odontologia

Hoje falaremos sobre uma descoberta que pode revolucionar o tratamento das infecções odontológicas. Recentemente, foi desenvolvido um novo antibiótico que representa um avanço...

Um elixir que pode combater a periodontite: conheça o elixir de Matcha.

Hoje vamos conversar sobre uma descoberta que pode contribuir para o tratamento da periodontite.Vocês já ouviram falar do elixir oral de Matcha? Pois...

Descubra 7 razões para acreditar na automação para o seu consultório

A eficiência de um consultório odontológico passa por muitos pontos importantes. Um dos investimentos possíveis é a contratação de ferramentas de automação. Elas...

Gel de lidocaína: uma técnica anestésica útil para a terapia periodontal não cirúrgica

Hoje compartilharemos com vocês uma descoberta interessante na área da odontologia. Recentemente um estudo publicado no Journal of Periodontology destacou a eficácia do gel...

Bruxismo e TEPT: Ranger os dentes pode ser sinal de estresse pós-traumático

Hoje vamos compartilhar com vocês algumas informações interessantes sobre um tema que pode afetar muitas pessoas: o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e...

Magnificação na Odontologia Moderna: Abrindo Caminhos para Precisão e Conforto

Hoje vamos abordar  um assunto muito importante na odontologia moderna: a magnificação. É incrível como essa tecnologia tem se mostrado um aliado indispensável,...