Boa saúde bucal na gravidez pode ajudar a reduzir o risco de parto prematuro

Boa saúde bucal na gravidez e a redução do risco do parto prematuro

Uma nova pesquisa da Universidade de Sydney descobriu que o tratamento da gengivite (inflamação da gengiva que causa sangramento nas gengivas) durante a gravidez se mostra associado a um risco menor de parto prematuro e baixo peso ao nascer em bebês.

Publicada recentemente no Journal of Oral Health and Preventive Dentistry, esta primeira revisão sistemática e meta-análise investigou o quanto o tratamento da gengivite em mulheres grávidas afetaria o processo final da gravidez.

Vinte milhões de bebês em todo o mundo (15,5% de todos os partos) nascem com baixo peso (menos de 2,5 kg) e quase 11% de todos os nascidos vivos nascem prematuros (antes da 37.ª semana de gravidez)

Embora a periodontite (infecção gengival grave irreversível) tenha se mostrado associada a resultados ruins na gravidez, este estudo analisou se a inflamação comum das gengivas, ou seja, a gengivite (curável e evitável), também pode estar relacionada a resultados ruins no processo da gravidez

O estudo envolveu mais de 1.000 pacientes de três ensaios clínicos randomizados, com o efeito positivo da boa saúde bucal mostrado nos resultados da gravidez de mais de 600 mulheres.

Mudanças hormonais

Devido às mudanças hormonais durante a gravidez, as mulheres grávidas são suscetíveis à gengivite, com 60 a 75 por cento delas sendo afetadas.

A infecção oral pode ter efeitos sistêmicos no corpo. A gengivite libera marcadores inflamatórios e bactérias na corrente sanguínea de forma sistêmica, que podem atingir a placenta e induzir resultados ruins na gravidez, como o parto prematuro.

“Nossa revisão descobriu que, surpreendentemente, mesmo uma inflamação leve na cavidade oral, que também inclui as gengivas, pode afetar negativamente os resultados da gravidez, incluindo bebês prematuros ou com baixo peso ao nascer. Por isso é essencial controlar esse fator de risco.”

“Pesquisas anteriores sugeriram que as respostas inflamatórias durante a gravidez têm um impacto negativo nos resultados da gravidez.

Nosso estudo mostra que se a gengivite for tratada durante a gravidez, o risco de um bebê nascer prematuro pode ser reduzido em cerca de 50 por cento, ou o peso ao nascer aumenta em cerca de 100 gramas em bebês nascidos prematuros”, afirmou o pesquisador.

“Na verdade, o risco se mostrou reduzido pela metade quando a mãe apresentava boa saúde bucal, o que é um achado convincente.

“A boa notícia é que o tratamento para gengivite é muito fácil de ser feito, barato e acessível.

Um check-up com limpeza dentária a cada seis meses já pode prevenir e tratar qualquer inflamação gengival.”

A autora principal do estudo,

Quynh Anh Le, da Escola de Odontologia de Sydney, Faculdade de Medicina e Saúde, afirmou: “Essas descobertas aumentam o novo enfoque sobre o impacto da boa saúde bucal na saúde geral, especialmente para mulheres grávidas.

Investir na prevenção é fundamental

“A prevenção da gengivite em mulheres durante a gravidez traria enormes benefícios à saúde.”

É importante que as mulheres e profissionais de saúde em todo o mundo tenha em mente que cuidar bem da higiene bucal não é apenas importante para a saúde da mãe, mas também para o bebê.                                                                                                                                                                                                                               

“Consultas odontológicas regulares limpeza dentária e tratamento de qualquer inflamação da gengiva devem ser uma parte vital do cuidado da gravidez para todas as mulheres.”

O professor Eberhard acrescentou: “O tratamento da gengivite em mulheres grávidas para melhorar os resultados do parto é um problema de saúde pública global, especialmente quando se considera a alta frequência de gengivite em mulheres grávidas e a facilidade de tratamento da gengivite em comparação com a terapia da periodontite (infecção gengival) quando não tratada.”

Todas as mulheres grávidas devem ser encorajadas a fazer exames dentários e tratamento de gengivite, quando necessário.

“Os serviços odontológicos para mulheres grávidas devem ser fornecidos gratuitamente para encorajar as mães a fazerem exames regulares durante a gravidez para prevenir qualquer inflamação nas gengivas”.

Os pesquisadores não estão sugerindo que a inflamação da gengiva seja o único fator para o nascimento prematuro e baixo peso ao nascer, mas que mais atenção e vigilância é necessária para a saúde da gengiva, além de outros cuidados pré-natais.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

Fontes: Effect of periodontal treatment in pregnancy on perinatal outcomes: a systematic review and meta-analysi,Good oral health in pregnancy could help reduce risk of premature birth 

Sugestões de leitura

Conicidade e proximidade da raiz do dente tem relação com a periodontite?

Um estudo recente que buscou avaliar a relação entre a anatomia radicular e o estado periodontal, encontrou evidências de como a conicidade radicular...

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Nova estratégia para prevenção e tratamento da cárie dentária

Uma das infecções mais comuns relacionadas ao biofilme é a cárie dentária, que afeta uma população de mais de 60% das crianças e...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?