Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Dente do siso inchado, o que fazer?

    Você acorda pela manhã e nota seu dente do siso inchado, como resolver esse problema?

    A Inflamação do siso (pericoronarite) é um processo inflamatório do tecido da gengiva.

    É mais comum nos dentes inferiores e geralmente acontece em torno dos dentes do siso, o terceiro e último conjunto de molares que a maioria das pessoas apresenta no final da adolescência ou até por volta dos 20 anos.

    Causas

    O siso inchado (pericoronarite) pode se desenvolver quando os dentes do siso erupcionam apenas parcialmente (rompem a gengiva).

    O crescimento de tecido mole sobre um dente do siso parcialmente erupcionado é chamado de opérculo.

    As bactérias podem ficar presas sob o opérculo.

    Isso abre uma brecha para que as bactérias adentrem o tecido gengival no entorno do dente e causem infecção e inchaço.

    Restos de comida, bactérias ou placas, uma película bacteriana que permanece nos dentes depois das refeições, também podem ficar presos sob a gengiva.

    Esse acúmulo pode irritar a gengiva e levar à pericoronarite.

    Em casos graves, o inchaço e a infecção podem se estender além da mandíbula, atingindo as bochechas e o pescoço.

    Fatores de risco

    Condições que elevam o risco para a inflamação do dente do siso (pericoronarite):

    • Idade na casa dos 20 anos;

    • Infecção do trato respiratório superior;

    • Estresse emocional;

    • Má higiene bucal.

    Sintomas

    Os sintomas da pericoronarite podem ser agudos (curto prazo) ou crônicos (contínuos).

    Os sintomas agudos incluem:

    • Dor;

    • Inchaço no tecido da gengiva (causado por acúmulo de líquido);

    • Liberação de pus;

    • Dificuldade em abrir a boca e a mandíbula, também chamado de trismo;

    • Dor ao engolir;

    • Febre;

    • Perda de apetite;

    • Infecção;

    • Submandibulares inchados devido a gânglios linfáticos no pescoço.

    Diagnóstico

    Seu dentista irá examinar seus dentes do siso para ver como eles estão nascendo e determinar se eles estão parcialmente erupcionados. Podem ser solicitados exames de raio-X periodicamente para determinar o alinhamento dos dentes do siso.

    Seu dentista também observará quaisquer sintomas, como inchaço ou infecção, e verificará a presença de um retalho de gengiva ao redor do dente do siso.

    Tratamento de pericoronarite

    A pericoronarite pode ser tratada pelo seu dentista, endodontista, periodontista ou odontopediatra.

    Os tratamentos para pericoronarite incluem:

    Higiene oral/irrigadores e enxágues bucais: se a pericoronarite estiver em uma área pequena e não se espalhar, o tratamento pode ser enxaguar a boca com água morna e sal. Seu dentista pode remover restos de comida ou bactérias, acompanhado de uma lavação oral. Você precisará certificar-se de manter a aba da gengiva livre de qualquer alimento preso;

    Remédio para dor: Seu dentista poderá lhe prescrever um medicamento para a dor como um anti-inflamatório adequado ao caso;

    Antibióticos: Se seu dente, mandíbula e bochecha estiverem inchados e doloridos, consulte seu dentista imediatamente. Eles podem tratar a infecção com antibióticos;

    Pequena cirurgia para remover o opérculo: se a dor e a inflamação forem intensas, ou se a pericoronarite recorrer, pode ser necessário fazer uma cirurgia bucal para remover a gengiva ou o dente do siso. Seu dentista pode fazer o encaminhamento adequado para o cirurgião oral e maxilofacial. Um laser de baixa intensidade pode ser usado para reduzir a dor e a inflamação associadas à pericoronarite.

    Extração: Se um dente do siso ainda não pode nascer normalmente, seu dentista poderá recomendar uma cirurgia para removê-lo. Seu dentista pode recomendar que você extraia os dentes do siso superior e inferior para evitar que o dente superior morda a gengiva e cause outra infecção.

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

    Fontes: Pericoronitis: treatment and a clinical dilemma, Trismus, Pericoronitis, An Insight into Acute Pericoronitis and the Need for an Evidence-Based Standard of Care, Pericoronitis

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Impacto da Doença Renal Crônica na Saúde Bucal de Mulheres Pós-Menopausa

      Mulheres com idade mais avançada e portadoras de doença renal crônica estão mais expostas ao risco da perda de dentes a ponto de...

      Periodontite e o Risco de AVC em Pessoas com Menos de 50 anos

      A periodontite, uma inflamação das estruturas que sustentam nossos dentes, pode aumentar muito o risco de AVC (derrame cerebral) em pessoas com menos...

      Alerta para os riscos do Xilitol – Novo Estudo

      Um recente estudo, publicado no European Heart Journal, revelou uma ligação preocupante entre o consumo de xilitol, um adoçante de baixas calorias, e...

      Câncer bucal: o dentista pode ser o primeiro a detectar

      Quando vamos ao dentista, geralmente buscamos resolver um problema dental que esteja nos incomodando, obter uma limpeza dental ou melhorar a estética dos...

      Infecções Bucais: Causas, Sintomas e Tratamentos

      Infecções na boca podem ser bem incômodas e causar preocupação, tornando tarefas do dia a dia, como comer ou escovar os dentes, mais...

      Novo Medicamento pode Regenerar Dentes Perdidos

      Os cientistas vêm obtendo progresso no desenvolvimento de um novo medicamento que pode ajudar a regenerar os dentes. Sim, regenerar os dentes. O...