Descoberta promissora: material capaz de regenerar esmalte dentário

Um grupo de pesquisadores da Universidade Queen Mary, de Londres, desenvolveu uma nova metodologia para o desenvolvimento de materiais mineralizados que podem regenerar tecidos duros, como o esmalte dentário.

Como todos sabem, o esmalte dentário é o tecido que faz com que os dentes funcionem durante grande parte da nossa vida apesar de estarem expostos a alimentos ácidos e temperaturas extremas. Contudo, uma vez perdido não se pode regenerar, o que pode causar dor dentária e em casos mais extremos a perda do dente.

Prevenção de cáries e sensibilidade dental

O estudo agora publicado na revista científica Nature revela uma nova abordagem para criação de materiais com maior precisão e para que estes se comportem como o esmalte dentário. Além disso, de acordo com os cientistas, estes materiais podem ser usados para tratar várias complicações dentárias, especialmente na prevenção das cáries e também da sensibilidade dental.

Alvaro Mata, pesquisadores que liderou este trabalho, explica que “um dos objetivos principais da ciência dos materiais é conhecer todo o processo de criação e desenvolvimento de materiais úteis (…) A grande descoberta foi a possibilidade de utilizar-se de proteínas desordenadas para controlar e guiar o processo de mineralização em múltiplas escalas. Através disto, desenvolvemos uma técnica para fazer crescer de forma fácil materiais sintéticos que simulem a arquitetura hierárquica e organizada de grandes áreas”.

Detalhes adicionais sobre essa descoberta podem ser obtidos aqui.

Sugestões de leitura

Morsicatio buccarum

Morder a parte interna da boca: o que causa esse hábito?

Mordeduras na parte interna da boca podem causar lesões na mucosa.  É um comportamento repetitivo e compulsivo.  Pode resultar em sangramento, inflamação e...

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?