Falha de implantes dentários: uso de antidepressivos pode ser uma das causas

O uso de antidepressivos pode comprometer a função de implantes dentários.

A razão, de acordo com pesquisadores da Universidade de Buffalo (Nova York), se baseia nos efeitos colaterais que afetam o metabolismo ósseo. Estes achados foram apresentados na 45ª conferência anual da Associação Americana de Pesquisa em Odontologia (American Association for Dental Research, AADR) em Los Angeles.

Os efeitos colaterais do medicamentos incluem osteoporose, acatisia, bruxismo e boca seca, todos os quais afetam o processo de cicatrização dos implantes. Devido ao fato de que cada vez mais pacientes relatam o uso de antidepressivos, os pesquisadores decidiram procurar por potenciais conexões entre os medicamentos e a falha dos implantes.

A pesquisa verificou que o uso de antidepressivos aumentou o risco de falha do implante em quatro vezes. Cada ano de uso de antidepressivos duplicou o risco de falha.

Depois de analisar dados de prontuários médicos de pacientes da UB Dental Clinic em 2014, os pesquisadores observaram que 33 por cento dos pacientes que apresentaram falha de implantes usavam antidepressivos. No caso dos pacientes que não apresentaram falha, apenas 11 por cento usavam o medicamento.

Concluindo

Para que um implante cicatrize adequadamente, deve haver a formação de osso novo ao redor dele para fixá-lo no lugar, disse a investigadora principal Sulochana Gurung. A equipe decidiu que a comunidade odontológica e o mundo deveriam estar cientes disso, e entende a necessidade de uma análise mais aprofundada.

Sugestões de leitura

Morsicatio buccarum

Morder a parte interna da boca: o que causa esse hábito?

Mordeduras na parte interna da boca podem causar lesões na mucosa.  É um comportamento repetitivo e compulsivo.  Pode resultar em sangramento, inflamação e...

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?