Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Ferramenta de baixo custo pode facilitar detecção precoce de cáries

    Ao afetar 60–90 por cento das crianças em idade escolar e quase todos os adultos, as cáries dentárias são a doença bucal com mais prevalência no mundo. Como os métodos atuais de detecção, como inspeção visual e radiografias, carecem de especificação e sensibilidade suficientes para detectar cáries em estágio inicial, pesquisadores ao procurar meios melhorados de detecção descreveram um novo método que possibilita a detecção em etapa inicial usando radiação infravermelha longa de baio custo.

    A ferramenta de baixo custo de imagem termofotônica em lock-in (TPLI, na sigla em inglês) incorpora luz a laser de intensidade modulada com câmera de radiação infravermelha longa permite a detecção incipiente de cárie com mais antecedência do que as radiografias ou análise visual das superfícies dentárias.

    A câmera é altamente adequada para a integração em plataformas consultórios por não ser invasiva, e por ser leve e de baixo custo.

    Teste de eficácia

    Para testar a eficácia desta nova ferramenta de imagem, os pesquisadores da Universidade de York em Toronto induziram artificialmente desmineralização precoce em um molar humano extraído ao submerge-lo em solução ácida por dois, quarto, sei, oito e dez dias. A foto TPLI tirada após dois dias mostrou claramente a presença da lesão onde um profissional odontólogo bem treinado não poderia detectar visualmente a mesma lesão, mesmo após os dez dias de desmineralização.

    Ao comentar os resultados do estudo, o Prof. Andreas Mandelis do Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial da Universidade de Toronto declarou: “Este paper terá um grande impacto no modo como os dentistas diagnosticam a incipiência da cárie. A tecnologia de imagem de comprimento de onda longa termofotônica IR está em andamento inicial, mas este paper a aproxima dos consultórios dentários”.

    O estudo, intitulado “ First step toward translation of thermophotonic lock-in imaging to dentistry as an early caries detection technology ”, foi publicado em setembro na edição da revista Journal of Biomedical Optics.

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Síndrome da Boca Ardente: nova esperança para o alívio

      Você sente uma sensação crônica de queimação na boca sem causa aparente? Nesse caso, você pode ser uma das muitas pessoas que sofrem...

      A Influência do DNA na Saúde Bucal

      Conheça o papel da genética sobre a saúde bucal. Será que apenas a genética pode garantir uma boa saúde dos dentes e gengivas?...

      Tártaro: o vilão silencioso da sua saúde bucal

      Dentes limpos não significam necessariamente dentes saudáveis. O tártaro, também conhecido como placa bacteriana, é uma camada pegajosa que se acumula nos dentes...

      Quando levar seu bebê no dentista pela primeira vez?

      A chegada do primeiro dentinho do bebê é um marco emocionante. Mas você sabia que esse momento também marca o início de uma...

      A Raiz do Mau Hálito: A Ciência Revela

      Ciência revela a origem do mau hálito e sua associação com as bactérias da flora bucal. Saiba como prevenir e tratar o mau...

      Dentes brancos: promessas da publicidade vs. realidade do tratamento

      Artigo destaca as diferenças entre as promessas dos cremes dentais clareadores e o clareamento dental profissional realizado por dentistas