Ligação entre a Periodontite e a Doença Renal Crônica

Periodontite e doenças crônicas

Investigadores da Universidade de Birmingham demonstraram que pacientes com doença renal crônica e periodontite têm uma taxa de mortalidade superior ao de pacientes com doença renal crônica, mas sem doença gengival grave.

A pesquisa, publicada no Journal of Clinical Periodontology, adiciona à evidência crescente de que  má saúde oral está associada a outras doenças crônicas.

Os dados de 13,734 participantes do Third National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES III) com sede nos EUA, foram analisados ​​para mostrar que os indivíduos com  periodontite e doença renal crônica tinham uma taxa de mortalidade de 41% a 10 anos, em comparação com os 32% para aqueles com doença renal crônica mas sem periodontite.

A periodontite é uma doença crônica não transmissível, e na sua forma mais grave é a sexta doença humana maior prevalência, afetando 11,2% da população  mundial.

As doenças crônicas não transmissíveis, como doença renal, são cada vez mais comuns, em parte como resultado do envelhecimento da população aos estilos de vida sedentários e às dietas. O impacto das doenças e os cuidados de saúde na economia global são significativos, e as evidências sugerem que 92% dos adultos mais idosos têm pelo menos uma doença crônica.

Segundo Praveen Sharma, um dos coautores do estudo, “Estamos apenas a começar a arranhar a superfície da interação entre gengivite e outras doenças crônicas, quer seja a doença renal, diabetes ou doenças cardiovasculares. Conhecendo o risco acrescido que as doenças gengivais representam para o paciente portador de outra doença crônica,  a saúde oral tem um papel significativo no desempenho na melhoria do estado de saúde dos pacientes”.

Na sequência deste trabalho, a equipe está a investigar a ligação entre a periodontite e a doença renal  para identificar se a associação é causal, e caso afirmativo, se o tratamento das doenças gengivais graves e a manutenção da saúde oral pode melhorar a saúde geral dos pacientes com doença renal.

O diagnóstico das doenças gengivais pode proporcionar uma oportunidade de detecção precoce de outros problemas, podendo os  profissionais de medicina dentária adotar uma abordagem específica, baseada no risco para triagem para de outras doenças crônicas.

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?