Nanopartículas que interrompem o processo de formação das cáries

Nanopartículas contra as cáries

Segundo o CDC dos Estados Unidos, 91% dos norte-americanos com mais de 20 anos apresentaram cáries durante a vida. Deste total, 27% dos adultos com cáries não receberam tratamento.

O mesmo levantamento, demonstra que nos Estados Unidos, as taxas de problemas de saúde bucal são ainda mais expressivas na população de hispânicos (36%) e afro-descendentes (42%).

Esses dados demonstram que a maioria dos adultos não desfruta de uma boa saúde bucal. É o diagnóstico do que acontece hoje nos Estados Unidos e que certamente também se reproduz em nosso país.

Dentre as maiores causas de cáries estão o consumo de alimentos ricos em carboidratos refinados e alimentos açucarados, que  aderem aos  dentes e gengivas formando biofilmes.

Os biofilmes nos dentes, uma vez formados,  podem ser de difícil remoção pelos pacientes.

É por isso que uma nova formulação de nanopartículas se mostra promissora no processo crucial de prevenção da placa / biofilme.

O que vem provocando o aumento na incidência de cáries?

Sem dúvida, a principal razão para a taxa inaceitável de cáries é a  falta de prevenção. Além do descaso nos cuidados com a higiene bucal, também uma alimentação baseada em dietas inadequadas ou não saudáveis contribui para agravar o quadro.

As dietas ruins para o corpo (aquelas contendo altos níveis  de açúcar refinado, por exemplo) também são ruins para os dentes.

Por  outro lado, as dietas que controlam a ingestão total de carboidratos podem melhorar a saúde bucal. Pacientes que optam por dietas com baixo teor de carboidratos, no  entanto, devem ser instruídos a ler os rótulos para atingir seus  objetivos.

Em geral,  manter a contagem líquida de carboidratos abaixo de 25 gramas por dia  (ou o total de 50 gramas) indica que eles estão a caminho de um corpo e uma boca mais saudáveis.

Os pacientes devem ficar atentos para a rapidez com que o consumo de alimentos  açucarados pode resultar na formação de um biofilme resistente e  pegajoso que ataca o esmalte dos dentes e gengivas e leva às cáries.

Uma nova formulação de nanopartículas de cério

Em uma reunião recente da American Chemical Society, os pesquisadores Russell Pesavento e a equipe  apresentaram uma nova formulação que pode impedir a formação de placas de forma eficiente.  Há que se considerar que mesmo quando os pacientes se submetem a uma limpeza dentária  profissional, assim que ingerem alimentos açucarados e outros carboidratos, a boca  imediatamente começa a reformar o biofilme pegajoso que pode conter uma  série de bactérias — incluindo estreptococos mutans. Uma vez o biofilme formado, o paciente não consegue removê-lo através da higiene dental usual.

A equipe de pesquisadores fez uma pesquisa com nanopartículas de óxido de cério,  produzidas pela dissolução de nitrato de amônio cérico ou sais de  sulfato em água.

Os  pesquisadores descobriram que esta formulação reduziu o crescimento do  biofilme em 40%, embora tenha sido incapaz de desalojar o crescimento do biofilme já existente.

O que teremos no futuro?

Os pesquisadores esperam combinar uma formulação de nanopartículas com uma formulação fortalecedora do esmalte que possa ser aplicada pelos dentistas nos dentes  dos pacientes.

Atualmente, eles vêm trabalhando em  maneiras de estabilizar a formulação de nanopartículas em um nível de pH saudável para os dentes. Eles também estão trabalhando em outra  formulação de nanopartículas que supera o fluoreto estanoso com capacidade de limitar como o biofilme adere às gengivas (de modo a prevenir tanto a gengivite como a doença periodontal).

Concluindo

A maioria das pessoas tem cáries em algum momento da vida, em grande parte devido às escolhas alimentares que fazem. As dietas açucaradas, em particular, levam à formação de um biofilme pegajoso que prejudica a saúde dos dentes e gengivas.

O desenvolvimento de uma nova formulação de nanopartículas é uma promessa para os profissionais da odontologia que desejam ajudar os pacientes  com uma abordagem mais pró-ativa para a prevenção da cárie.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes: American Chemical SocietyAmerican Dental Association

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?