Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Ponte dentária: tudo o que você precisa saber

    Uma ponte dentária substitui um ou mais dentes perdidos ou quebrados por dentes falsos que parecem reais.

    As pontes usam um ou mais dentes reais em cada lado da lacuna para manter os dentes falsos no lugar.

    As pontes dentárias podem melhorar sua aparência, fala, mastigação e função de mordida, além de evitar que os dentes remanescentes se desloquem ou se movam.

    As pontes podem ser fixas, o que significa que são permanentes, ou removíveis, o que significa que seu usuário pode retirá-las.

    Os dentistas chamam cada dente falso em uma ponte de “pôntico”, e alguns profissionais de saúde se referem a uma ponte como uma “prótese parcial fixa”.

    O que é uma ponte dentária?

    Uma ponte dentária pode substituir um ou mais dentes.

    Os dentes falsos nas pontes dentárias se assemelham e funcionam como dentes reais.

    Para colocar uma ponte, você pode consultar seu dentista ou um implantodontista, um dentista especializado em restauração e substituição de dentes perdidos.

    De qualquer forma, existem alternativas para preencher uma lacuna em um sorriso.

    Uma opção é ter uma coroa – um pedaço falso de dente preso a uma pequena porção de dente real residual.

    Quando uma pessoa perdeu um dente ou o dentista teve de removê-lo, no entanto, uma coroa sozinha não é uma opção, e uma ponte dentária pode ser a melhor escolha.

    O termo “ponte” refere-se a uma estrutura que contém um ou mais dentes falsos.

    A estrutura é muitas vezes ancorada no lugar com uma ou mais coroas em cada lado da lacuna na boca.

    Por exemplo, se uma pessoa perde vários dentes da frente, devido à lesão ou cárie, pode-se valer de uma ponte para preencher essa lacuna.

    Um indivíduo pode não desejar ter um espaço vazio em seus dentes, após ter um deles removido, por exemplo, porque precisa de um dente na área para mastigar ou por questões estéticas.

    Para algumas pessoas, um implante dentário permanente é uma alternativa a uma ponte. Destacando que os implantes dentários são dentes falsos que os dentistas inserem cirurgicamente no osso da boca.

    Classificação das pontes dentárias

    As pontes dentárias, dependendo de como são suportadas e como são fabricadas, podem ser classificadas em:

    • Pontes tradicionais: Essas pontes consistem em um ou mais dentes artificiais (chamados pônticos) mantidos no lugar por coroas dentárias (chamadas pilares) cimentadas nos dentes naturais em ambos os lados da lacuna. As pontes tradicionais são geralmente feitas de porcelana fundida com metal ou cerâmica.

    • Pontes cantilever: Estas pontes são semelhantes às pontes tradicionais, exceto que são suportadas por apenas um encontro em um lado do vão. As pontes cantilever não são muito comuns e são usadas apenas quando não há dentes do outro lado da lacuna ou quando os dentes adjacentes não podem suportar uma ponte.

    • Pontes de Maryland: Essas pontes consistem em um ou mais pônticos que são presos a asas de metal ou porcelana coladas na parte de trás dos dentes adjacentes. As pontes de Maryland não requerem nenhuma preparação dos dentes naturais e são menos invasivas do que as pontes tradicionais, mas podem não ser tão estáveis ou duráveis.

    • Pontes suportadas por implantes: Essas pontes são suportadas por implantes dentários colocados cirurgicamente no osso maxilar. As pontes suportadas por implantes não dependem de nenhum dente natural e podem substituir vários dentes perdidos seguidos. Eles são o tipo de ponte mais estável e de aparência natural, mas também requerem cirurgia e tempo de cicatrização.

    O processo de obtenção de uma ponte dentária geralmente envolve duas ou mais visitas ao dentista. Durante a primeira visita, seu dentista preparará seus dentes naturais ou colocará implantes, se necessário. Seu dentista também fará impressões de seus dentes e as enviará a um laboratório dentário onde sua ponte será confeccionada por um protético. Você pode receber uma ponte temporária para usar até que sua ponte permanente fique pronta.

    Durante a segunda visita, seu dentista removerá sua ponte temporária e colocará sua ponte permanente. O dentista irá verificar o ajuste, a mordida e a aparência da ponte e fará os ajustes necessários. Ele então cimentará a ponte no lugar e lhe dará instruções sobre como cuidar dela.

    Pontes dentárias: quanto tempo duram?

    Uma ponte dentária pode durar de 5 a 15 anos ou mais, dependendo de quão bem você a mantém, bem como sua saúde bucal. Para manter sua ponte em boas condições, você deve:

    • Escove os dentes regularmente com creme dental com flúor e use fio dental todos os dias;

    • Use uma escova interdental ou fio dental para limpar sob e ao redor de sua ponte;

    • Faça bochechos com um antisséptico bucal antibacteriano para evitar o acúmulo de placa e bactérias;

    • Evite mastigar alimentos duros, gelo ou outros objetos que possam danificar sua ponte;

    • Visite seu dentista regularmente para exames e limpezas.

    Resumindo

    Dentes cariados ou ausentes podem afetar a aparência, a capacidade de mastigar certos alimentos e a qualidade de vida do indivíduo. Pontes dentárias podem restaurar a mordida e o sorriso, e por consequência, a autoestima.

    Todas as próteses dentárias trazem riscos e benefícios. Discuta esses fatores e todas as opções minuciosamente com seu dentista antes de se comprometer com qualquer procedimento.

    Uma ponte dentária pode restaurar o sorriso e a função oral após a perda de um ou mais dentes.

    Se você estiver interessado em obter uma ponte dentária, converse com seu dentista buscando a melhor opção para você.

    Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

    Fontes: Dental bridge: Everything you need to know, Dental Health and Bridges

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Diabetes e doença gengival – a conexão

      Estudos recentes reforçam a constatação de que diabetes e doença periodontal, como periodontite, estão diretamente ligados.

      Fio ou fita dental: qual é a melhor para sua higiene dental?

      Fio ou fita dental são essenciais à rotina diária de limpeza dos dentes. Mas afinal, qual devo escolher? Qual é melhor para você?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que isso aconteça.

      Remédios para asma podem fazer mal à saúde bucal?

      Remédios para asma podem em maior ou menor grau trazerem problemas à sua saúde bucal. Saiba o que fazer e como evitar que...

      As impressoras 3D estão revolucionando a odontologia. Conheça suas aplicações e os benefícios para dentistas e pacientes.

      Impressoras 3D na odontologia: uma revolução em curso

      As impressoras 3D estão revolucionando a odontologia. Conheça suas aplicações e os benefícios para dentistas e pacientes.

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Saúde das Gengivas: cuidados essenciais

      Aprenda sobre a importância da saúde das gengivas e conheça dicas essenciais para mantê-las saudáveis ao longo da vida.

      Derrame e saúde bucal: conheça a ligação

      Derrame e saúde bucal estão diretamente relacionados, é o que nos revela um estudo científico recente. Cuidar da saúde bucal é imprescindível.