Quais alimentos podem ser consumidos após a extração do dente do siso?

Alimentos que podem ser consumidos após extração do siso

Os dentes do siso são os últimos molares a surgir.


Eles geralmente aparecem ao final da adolescência ou por volta dos 20 anos.


A remoção dos dentes do siso somente deve ocorrer se eles estiverem causando problemas, como dor, inchaço, gengivas inflamadas ou cáries.


Este artigo analisa alguns alimentos recomendados e outros a serem evitados após a extração do dente do siso. Também destaca as complicações do procedimento e fornece algumas informações sobre recuperação e autocuidado


Alimentos recomendados após a remoção do dente do siso

Durante alguns dias após a cirurgia é recomendável a ingestão de alimentos macios ou líquidos.


Dentre esses alimentos, seguem alguns exemplos:

  • Gelatina;
  • Purê de frutas sem semente;
  • Peixe grelhado ou cozido;
  • Massas;
  • Sopas e caldos não muito quentes;
  • Geleia;
  • Abacate;
  • Banana amassada;
  • Purê de feijão;
  • Purê de batata-doce ou inglesa;
  • Legumes cozidos como cenoura, nabo ou brócolis;
  • Omelete;
  • Queijos macios;
  • Iogurte;
  • Sorvete.


Amassar vegetais elimina a necessidade de mastigá-los. A textura e a substância pode ser bem-vindas após uma dieta de alimentos líquidos.


Se um liquidificador estiver acessível, pode-se preparar smoothies e ‘milkshakes’ que contenham uma variedade de frutas e legumes.

Estes podem ajudar a fornecer nutrientes e vitaminas, sendo especialmente importantes nos estágios iniciais de recuperação, pois podem auxiliar na cicatrização de feridas.

No entanto, as pessoas devem tentar evitar frutas com sementes pequenas, pois as sementes podem ficar presas no local da ferida.

Por alguns dias após o procedimento, segurar uma compressa fria contra a bochecha pode ajudar a reduzir o inchaço. Deve-se evitar fumar cigarros ou beber sucos de frutas e bebidas quentes nos primeiros dias, pois podem

retardar o processo de cicatrização.

Bebidas, como água sem gás ou chá de camomila morna são mais adequadas. Alimentos duros às vezes também causam problemas. Sopas não muito quentes e alimentos que podem ser esmagados com a língua são mais fáceis de comer, como batatas, peixes ou massas.

Alguns alimentos mais firmes que podem ser adequados para comer incluem peixes, massas e batatas.

Alimentos que devem ser evitados após a remoção do dente do siso

Consumir os seguintes alimentos e bebidas pode ser prejudicial ao processo de cicatrização após a remoção do dente do siso:

  • Bebidas quentes ou gaseificadas;
  • Sucos de frutas, pois substâncias ácidas podem irritar o local de remoção ou causar desconforto;
  • Sementes,
  • Pimenta e outras especiarias, que podem ficar presos na ferida;
  • Alimentos picantes;
  • Alimentos duros ou afiados, como batatas fritas e pipoca;
  • Nozes e castanhas;
  • Bebidas alcoólicas.

As pessoas devem evitar o uso de canudos ou bebidas quentes, pois a sucção pode desalojar o coágulo sanguíneo, levando à alveolite.

O

Soquete seco é uma condição dolorosa ou uma dor intensa e latejante na mandíbula ou gengiva.

Se o paciente desejar tomar um chá, o recomendável é uma infusão de camomila morna.

Recuperação e autocuidado

O tempo de recuperação varia de pessoa para pessoa, assim como a capacidade de ingestão de alimentos após a cirurgia.

Imediatamente após a remoção e nos primeiros dias, as pessoas devem tentar ingerir alimentos líquidos e macios.

A cicatrização e o conforto de um indivíduo determinarão quando ele poderá comer alimentos mais sólidos.

Uma dieta saudável é uma parte importante da cicatrização de feridas. No entanto, dor, inflamação e rigidez da mandíbula podem dificultar a alimentação após a remoção do dente do siso.

Os pacientes podem receber orientações específicas quanto ao uso de antibióticos, além de anti-inflamatórios e analgésicos, quando for o caso.

O cirurgião-dentista também pode recomendar um antisséptico bucal que o paciente deverá usar regularmente, iniciando 24 horas após a cirurgia.

Para ajudar no processo de recuperação, algumas medidas adicionais podem ser importantes:

Tire uma licença do trabalho: a quantidade de tempo que alguém deve se afastar do trabalho depende da gravidade da cirurgia e se recebeu ou não uma anestesia geral. O NHS (sistema de saúde inglês) recomenda 1 a 2 dias de licença do trabalho.

Tome medicação para alívio da dor: em geral, costuma-se prescrever paracetamol ou ibuprofeno para aliviar a dor após a remoção do dente do siso.

Conforme a Cochrane Clinical Answers, a pesquisa sugere que o ibuprofeno pode ser mais eficaz do que paracetamol após este procedimento.

Uso de medicamentos anti-inflamatórios: após a remoção do dente do siso, o dentista pode prescrever medicamentos anti-inflamatórios. As pessoas devem seguir à risca as recomendações de seu dentista quanto à dose, posologia e tempo de tratamento.

Usar compressa fria também pode ajudar a aliviar a dor e o inchaço.

O dentista também pode prescrever o antibiótico amoxicilina após a remoção do dente do siso para redução do risco de infecção.

Uma revisão bibliográfica constatou que o uso de antibióticos pode reduzir substancialmente o risco de complicações, como infecção e alveolite.

No entanto, normalmente o uso de antibióticos não é necessário.

Complicações após a extração

Como em qualquer cirurgia, complicações podem ocorrer após a extração de um dente do siso.

As seções abaixo examinam alguns deles com mais detalhes.

Infecção

A infecção pode ocorrer após a cirurgia. Os sintomas de infecção podem incluir:

  • Corrimento amarelo ou branco;
  • Temperatura alta;
  • Agravamento da dor ou inchaço após 4 – 5 dias;
  • Mau hálito;
  • Enxaguantes bucais antissépticos podem ajudar a prevenir infecção.
Cura retardada

Quando o novo osso é mais lento para crescer no alvéolo vazio, isso é conhecido como cicatrização atrasada.

A cicatrização tardia não requer necessariamente outra visita ao dentista ou cirurgião. Isso pode significar apenas que a recuperação pode levar um tempo maior.

Soquete seco

O alvéolo seco ocorre quando um coágulo de sangue não se desenvolve no alvéolo do dente vazio. Também pode acontecer se um coágulo se desprender, o que é uma complicação comum em pessoas que usam canudos para ingestão de líquidos.

Além disso, o paciente apresenta um risco maior de desenvolver alveolite se:

  • For fumante;
  • Não seguir as instruções do dentista após a cirurgia;
  • Ter mais de 25 anos;
  • A extração do siso foi complicada.

Se ocorrer alveolite seca, a pessoa deve entrar em contato com o dentista ou cirurgião que realizou o procedimento para uma consulta de acompanhamento.

Dormência permanente da mandíbula

Os dentes do siso estão próximos a nervos que podem ser atingidos durante o processo de remoção.

Uma lesão pode levar à parestesia. A parestesia se refere ao entorpecimento da mandíbula, lábio e língua.

O risco de entorpecimento permanente é muito baixo. No entanto, o paciente pode sentir entorpecimento temporário por várias semanas ou meses, o que pode dificultar a ingestão de alimentos e bebidas.

Se a dormência durar mais do que alguns meses, é importante entrar em contato com o cirurgião-dentista.

Planejamento

No ambiente doméstico é importante garantir que o paciente conte um cardápio de opções alimentares após a remoção do dente do siso.

É aconselhável que o paciente disponha de uma variedade de líquidos e alimentos macios antes de remover o dente do siso.

Isso pode ajudá-lo a manter uma dieta de alimentos macios e ajudar na recuperação.

Se não surgirem complicações, o alvéolo dentário deve cicatrizar em cerca de 2 semanas.

Se surgirem complicações, o paciente deve entrar em contato com o dentista que realizou a extração para uma consulta de acompanhamento.

Resumo

Depois um procedimento de extração do dente do siso, é importante que o paciente tenha um comportamento seletivo e cuidadoso na escolha dos alimentos de modo a garantir uma cicatrização adequada da ferida resultante da extração.

Dentre os alimentos, deve-se preferir aqueles macios e saudáveis, porque não interferem na ferida e, porque as vitaminas e minerais presentes em alimentos saudáveis ​​também podem auxiliar no processo cicatricial.

Alguns alimentos a serem evitados incluem aqueles que contêm sementes ou pequenas partes que podem entrar na ferida deixada após a extração do dente do siso.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisnet

Fontes: Should you have your wisdom teeth removed?Dietary information to promote wound healingHow do ibuprofen and paracetamol compare when used for pain relief after surgical removal of lower wisdom teeth?Vitamins and mineralsimage

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Nova estratégia para prevenção e tratamento da cárie dentária

Uma das infecções mais comuns relacionadas ao biofilme é a cárie dentária, que afeta uma população de mais de 60% das crianças e...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?