Qual a principal causa da perda de implantes?

A principal causa da perda de implantes

Quase 8 por cento dos pacientes perdem pelo menos um implante em dez anos.

Um número ainda maior de pacientes desenvolvem peri-implantite.

Pacientes com periodontite, por sua vez, correm um risco maior de perda do implante e peri-implantite. 

Uma tese de doutorado na Sahlgrenska Academy explorou várias questões.

Cerca de 30.000 suecos recebem implantes dentários todos os anos.

O método é comum com edentulismo parcial ou total (falta de dentes).

A Suécia está entre os países com mais implantes dentários per capita.

Complicações biológicas

As avaliações anteriores frequentemente se limitam a estudos observacionais de populações de pacientes em atendimento odontológico especializado. Poucas tentativas foram feitas para analisar complicações biológicas, como a peri-implantite, caracterizada pela inflamação nos tecidos adjacentes e perda do osso da mandíbula de suporte.

Um projeto nacional avaliou a terapia referenciando os resultados relatados pelos pacientes, a perda de implantes e prevalência de peri-implantite

Satisfação elevada

“Os resultados da pesquisa inicial por questionário, que incluiu 4.716 pacientes selecionados aleatoriamente, indicaram um alto grau de satisfação, particularmente entre homens e entrevistados mais velhos”, disse Jan Derks, pesquisador da Sahlgrenska Academy. Ou seja, um expressivo número de pacientes expressaram sua aprovação com a terapia de implantes a que se submeteram.

O fantasma da peri-implantite

Um total de 596 pacientes em 37 clínicas suecas foram examinados em um acompanhamento de 9 anos.

“Ao todo, 7,6% dos pacientes perderam pelo menos um implante e 14,5% desenvolveram peri-implantite com perda óssea pronunciada”, afirma o pesquisador, Dr. Derks.

“Os pacientes que sofrem de periodontite exibiram um risco aumentado de peri-implantite grave, enquanto a periodontite e o tabagismo foram associados à perda precoce do implante”.

Progressão rápida

“A peri-implantite parece se desenvolver em alguns anos e então progride rapidamente e em um ritmo acelerado”, diz o Dr. Derks.

Os resultados do estudo fornecem informações cruciais para pacientes e dentistas no esforço de minimizar o risco de perda do implante e da peri-implantite

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis.Software, e no twitter @Dentalisnet

Fontes: Effectiveness of implant therapy in SwedenDental Implant Risks

Sugestões de leitura

Morsicatio buccarum

Morder a parte interna da boca: o que causa esse hábito?

Mordeduras na parte interna da boca podem causar lesões na mucosa.  É um comportamento repetitivo e compulsivo.  Pode resultar em sangramento, inflamação e...

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?