Recomenda-se cautela na indicação ou uso de adoçantes

Os autores de um novo estudo, analisando se o consumo de adoçantes artificiais está associado a efeitos negativos em longo prazo no peso, doenças cardíacas e outras doenças, alertaram ser necessário exercer cautela no seu uso até que os riscos e benefícios de longo prazo para estes produtos estejam plenamente caracterizados.

No estudo, publicado no CMAJ (Canadian Medical Association Journal) , os autores conduziram uma revisão sistemática de 37 estudos que acompanharam 400.000 pessoas por 10 anos em média. Sete desses estudos foram estudos clínicos controlados randomizados (randomised controlled trials, RCTs) envolvendo 1.003 pessoas.

Adoçantes podem aumentar o peso, ao invés de diminuí-lo

Evidências dos RCTs não apoiavam claramente os benefícios pretendidos de adoçantes não nutritivos no controle de peso. Além disso, dados observacionais sugeriram que o consumo rotineiro de adoçantes pode estar associado ao aumento em longo prazo do IMC e a um risco elevado de doenças cardio metabólicas. Contudo, os autores disseram que estas associações ainda não foram confirmadas em estudos experimentais.

A autora principal do estudo, Dra. Meghan Azad, disse que “tendo em vista o uso disseminado e crescente de adoçantes artificiais e a atual epidemia de obesidade e doenças correlatas, são necessárias mais pesquisas para determinar os riscos e benefícios de longo prazo desses produtos”. “É necessário exercer cautela até que os efeitos de longo prazo dos adoçantes artificiais na saúde estejam plenamente caracterizados”, acrescentou a Dra. Azad.

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?