Retração gengival – o que é, e como tratar

A retração gengival (recuo das gengivas) acontece quando as gengivas se separam dos dentes.
Isso pode 
expor a raiz dentária, levando à sensibilidade e aumentando do risco de cáries.

Este texto lista alguns remédios caseiros e naturais que podem ajudar a tratar a retração gengival. Também fornece informações sobre quando consultar um dentista.

Retração gengival – causas

De acordo com a American Dental Association, as gengivas podem recuar como resultado do seguinte:

  • Doença da gengiva ou periodontite;
  • Escovar os dentes com muita força ou usar uma escova de cerdas duras;
  • Lesão nas gengivas;
  • Usar próteses móveis que não se encaixam corretamente;
  • Presença de raízes de dente proeminentes;
  • Tabagismo;
  • Predisposição genética.

Remédios naturais

Pode-se incorporar remédios naturais em uma rotina de saúde bucal para ajudar na melhora da saúde das gengivas.

Seguem alguns exemplos de remédios naturais que se pode usar em conjunto com os tratamentos padrão para a retração gengival.

Oil Pulling

Oil pulling é uma técnica indiana que consiste no bochecho prolongado com óleos vegetais.
É uma prática que ajuda a desalojar bactérias que podem causar doenças nas gengivas.

A técnica consiste em bochechar o óleo por um período de 5 a 20 minutos e desprezá-lo depois. Enxaguar bem a boca com água morna e escovar os dentes normalmente em seguida.

Pode-se fazer bochechos o oil pulling entre as refeições, usando um dos seguintes óleos:

  • Coco;
  • Gergelim;
  • Girassol.

Ao usar a técnica de oil pulling, deve-se cuidar para não engolir nenhum óleo utilizado. Isso porque ele pode conter bactérias e toxinas.

Uma revisão de 2017 concluiu que a prática regular do oil pulling combinada com uma boa rotina de higiene oral ajuda a reduzir os níveis de bactérias na boca.

Extratos de ervas

Um estudo de 2014 observou que um anti-séptico bucal à base de extratos de cravo , manjericão e óleo de melaleuca demonstrou propriedades anti-placa e anti-gengivite.

No entanto, os pesquisadores notaram que mais estudos são necessários para determinar a eficácia a longo prazo da preparação.

Em um estudo de 2013, os óleos essenciais de hortelã-pimenta, tomilho e melaleuca demonstraram propriedades anti-sépticas contra bactérias orais em uma placa de Petri.
Mais pesquisas são necessárias para determinar se os efeitos também se aplicam às bactérias orais que vivem dentro da boca humana.

Procure consultar seu dentista antes de usar óleos essenciais para tratar a retração gengival.
Apesar de naturais, certos óleos essenciais podem ser tóxicos se forem ingeridos.

Antioxidantes

Antioxidantes são compostos que ajudam a inibir os danos oxidativos às células do corpo.

Uma meta-análise de 2019 observou que tomar antioxidantes pode ajudar a reduzir a inflamação gengival associada a doenças gengivais.

Pode levar às seguintes melhorias na saúde bucal:

  • Diminuição da placa;
  • Redução do sangramento gengival;
  • Melhor fixação entre os dentes e gengivas.

Um estudo de 2019 investigou se um suplemento antioxidante contendo licopeno e extrato de chá-verde poderia melhorar a saúde bucal quando combinado com uma boa rotina de higiene oral.

Após 45 dias, os participantes que tomaram o suplemento antioxidante demostraram uma melhora mais significativa na saúde das gengivas do que aqueles que não tomaram o suplemento.

Os resultados de um estudo de 2016 também apoiam o uso do chá-verde para a saúde bucal.

Neste estudo, os participantes com gengivite mascaram uma goma de mascar de chá-verde ou uma goma de mascar placebo durante 15 minutos por dia durante 3 semanas.

Aqueles que mascaram a goma de mascar de chá-verde apresentaram o seguinte:

  • Redução da placa;
  • Diminuição do sangramento gengival;
  • Diminuição dos marcadores de inflamação.

Os pesquisadores concluíram que mascar chiclete de chá-verde pode ajudar a tratar a inflamação da gengiva quando usado em combinação com outros tratamentos para gengivite.

Gel de Aloe Vera

A Aloe vera é uma espécie de planta suculenta com inúmeros benefícios para a saúde. Um estudo de 2017 sugere que a aplicação tópica de gel de aloe vera pode ajudar a tratar a periodontite crônica.

O estudo investigou os efeitos desse gel tópico na saúde bucal após o tratamento padrão de raspagem e alisamento radicular para periodontite crônica. Este tratamento limpa os dentes acima e abaixo da linha da gengiva e pode ajudar a reduzir a inflamação gengival.

Cada participante recebeu dois tratamentos diferentes em diferentes áreas da boca. Uma área recebeu apenas o tratamento de raspagem e alisamento. Já a outra área recebeu uma combinação de tratamento de raspagem, alisamento e aplicações de Aloe nas gengivas.

Os resultados mostraram que as áreas da boca que receberam tratamento com raspagem, alisamento e injeções de Aloe mostraram melhora significativa na saúde das gengivas. Isso em comparação com as áreas que receberam apenas o tratamento com raspagem e alisamento.

Septilin

Septilin é um suplemento multi-fitoterápico da medicina indiana aiurvédica.
Atua como Imunomodulador, antioxidante, anti-inflamatório e antimicrobiano natural.
Estimula o sistema imunológico. Ajudando assim o organismo a elevar o nível de resistência contra infeções.

É um suplemento é composto pelas seguintes ervas medicinais:

  • Guggul;
  • Guduchi;
  • Alcaçuz.

Um ensaio clínico de 2014 testou os efeitos da Septilin em pessoas que receberam tratamentos de raspagem e alisamento para periodontite crônica moderada a grave. Este tratamento limpa os dentes acima e abaixo da linha da gengiva e pode ajudar a reduzir a inflamação gengival.

O estudo descobriu que os participantes que tomaram Septilin duas vezes ao dia por 3 semanas, após o tratamento raspagem e alisamento, mostraram melhora na saúde das gengivas. Isso quando em comparação com os participantes que receberam apenas o tratamento de raspagem e alisamento. Especificamente, eles mostraram uma redução no sangramento gengival e na profundidade da bolsa gengival.

O Septilin, mesmo sendo um complemento, só deve ser tomado após consulta com um dentista ou médico para determinação da dosagem apropriada.

Ácidos graxos ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 compõe um grupo de óleos insaturados. Estão presentes em vários alimentos, como peixes, nozes e sementes.

Um estudo de 2014 pesquisou o efeito dos ácidos graxos ômega-3 na periodontite crônica após o tratamento com alisamento e raspagem radicular.

Os resultados mostraram que os participantes que receberam um suplemento diário de ácido graxo ômega-3 por três meses após raspagem e alisamento radicular. Observaram-se as seguintes melhorias na saúde das gengivas:

  • Redução da inflamação gengival;
  • Diminuição da profundidade do bolso gengival;
  • Melhoria da fixação entre os dentes e gengiva.

No entanto, os pesquisadores ressaltam que mais pesquisas são necessárias para confirmar o efeito dos ácidos graxos ômega-3 na periodontite.

Escovação e fio dental

Escovar os dentes regularmente e usar fio dental ajuda a prevenir o acúmulo de bactérias e placas. Por consequência, irá ajudar a evitar inflamação e recessão gengival.

Uma revisão sistemática de 2019 concluiu que a escovação regular e o uso do fio dental reduzem as doenças gengivais e a placa bacteriana.

Tratamentos naturais funcionam? Um alerta

Como algumas pesquisas demonstram, os remédios naturais podem ajudar a melhorar certos quadros de doenças gengivais.

No entanto, não se deve utilizar de remédios naturais como substitutos dos tratamentos profissionais recomendados pelo dentista ou médico.

Tratamento com remédios naturais para retração gengival. Qual o tempo necessário?

O tempo que leva para um remédio natural melhorar a saúde gengival de uma pessoa depende de alguns fatores. São eles:

  • A opção de remédio natural utilizada pelo indivíduo;
  • Se o indivíduo está usando o remédio natural isoladamente ou em conjunto com outros tratamentos;
  • Se a pessoa mantém uma boa rotina de higiene dental;
  • O nível de gravidade da doença gengival.

Se o uso de produtos naturais não trouxer melhora à saúde gengival, deve-se consultar seu dentista para obtenção de mais orientações.

Tratamentos odontológicos para retração gengival

Existem várias opções de tratamento para a recessão gengival. A opção mais adequada deverá ser aquela resultante da conversa entre o paciente e seu dentista.

  • Raspagem e alisamento radicular: é aquela em que o dentista faz a limpeza dos dentes acima e abaixo da linha da gengiva;
  • Técnica cirúrgica pinhole: é recomendada para pessoas com recessão gengival leve a moderada. A técnica cirúrgica pinhole é aquela em que o dentista faz um pequeno orifício no tecido gengival acima da raiz exposta do dente. O dentista posteriormente utiliza uma ferramenta especial para esticar a gengiva sobre a raiz exposta;
  • Cirurgia de enxerto de gengiva: a cirurgia de enxerto gengival é indicada para pessoas com recessão gengival avançada. Na cirurgia de enxerto de gengiva, o cirurgião retira um pedaço fino de gengiva da boca do paciente e o coloca em uma área onde a não houve recuo.

Qual a frequência ideal de ir ao dentista?

American Dental Association recomenda que as pessoas visitem seu dentista para um check-up de rotina ao menos uma ou duas vezes por ano. No entanto, algumas pessoas podem precisar de visitas extras. Isso irá depender da sua saúde bucal e necessidades individuais.

Deve-se visitar seu dentista, entre as consultas de rotina, diante das seguintes situações:

  • Dor de dente;
  • Suspeita de cáries dentárias;
  • Rachaduras, coroas ou implantes lascados, quebrados ou ausentes;
  • Gengivas doloridas, inchadas ou sangrando.

Em casos raros, a doença gengival pode evoluir para uma infecção dolorosa na gengiva chamada gengivite ulcerativa necrosante aguda.
Essa é uma condição séria que requer tratamento profissional odontológico imediato.

Os principais sintomas de gengivite ulcerativa necrosante aguda são:

  • Gengivas doloridas e sangrando;
  • Úlceras nas gengivas;
  • Gosto metálico na boca;
  • Salivação excessiva;
  • Dificuldade em engolir ou falar;
  • Febre.

Apresentando um ou mais dos sintomas acima, o indivíduo deve se consultar com seu dentista o mais rápido possível.

Resumindo

Existem remédios naturais que podem ajudar a tratar a retração gengival.
Usar esses remédios com os tratamentos odontológicos padrão para doenças gengivais pode ajudar a melhorar os resultados do tratamento.

As pessoas devem consultar seu dentista se não perceberem melhora na saúde gengival após o tratamento inicial.
Os dentistas podem recomendar opções alternativas de tratamento que poderão evitar o agravamento da retração gengival.

Diante de algum sinal de doença gengival, a pessoa deve consultar seu dentista o mais rápido possível.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Face @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fontes: American Dental AssociationHindawiJournal of DentistryJournal of Periodental & Implant ScienceNIHNational Capital Poison CenterJournal of PharmacyNHS

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?