Tenda dobrável para atendimento odontológico seguro durante a pandemia

Os tratamentos dentários são realizados bem próximos à boca e ao nariz dos pacientes.

Os procedimentos geralmente estão relacionados à geração de aerossóis, bem como ao manuseio de fluidos orais e sangue.

Isso coloca os dentistas em alto risco de exposição ao COVID-19 e a outras doenças infecciosas críticas.

Tenda dobrável para atendimento odontológico seguro

Pesquisadores da Universidade Nacional de Cingapura (NUS) desenvolveram um escudo portátil com formato de tenda para evitar a propagação de saliva e aerossóis gerados durante procedimentos odontológicos.

A Tenda Dentária para Redução de Gotas e Aerossóis (Dental DART) pode ser colocada ao redor da cabeça do paciente. Serve como uma barreira para proteger dentistas, auxiliares e pacientes da exposição direta e indireta a doenças infecciosas como a COVID-19. Além disso, essa tenda limita a disseminação de aerossóis em superfícies ambientais, diminuindo a disponibilidade de patógenos e potencial contaminação cruzada.

Este dispositivo é uma adaptação do DART, uma inovação anterior da NUS que protege os profissionais de saúde quando realizam procedimentos que geram gotas e aerossóis, como intubação e extubação.

“O Dental DART é uma evolução de design e foi desenvolvido para proteger dentistas e seus pacientes de potenciais agentes infecciosos presentes nos aerossóis que são gerados durante procedimentos odontológicos”, disse o professor Freddy Boey, pesquisador líder deste projeto.

Como funciona a tenda dobrável (DART)

O Dental DART é um escudo transparente com uma profundidade de 54 centímetros em sua base e 64 centímetros de altura.

Sua largura é ajustável entre 60 e 70 centímetros, para se adequar a cadeiras odontológicas de diferentes tamanhos.

Ele vem com três portas de acesso, para dentistas e auxiliares alcançarem e realizarem procedimentos odontológicos com segurança.

A barraca é acoplada a bombas de vácuo disponíveis em cadeiras odontológicas. Este sistema remove com segurança o ar contaminado da barraca, direcionando-o para o sistema de limpeza. Isso diminui a quantidade de materiais contaminados em contato com as mãos, braços e instrumentos do dentista.

“Demoramos três meses para encontrar um modelo ideal. Tivemos que projetar ‘dobradiças universais‘ que permitissem que o dispositivo se adequasse a todos os modelos de cadeiras odontológicas.

Criamos um design adequado que permite dobrabilidade, bem como incorporar posições adequadas para as portas de acesso”, compartilhou o Sr. Sudarshan Anantharaman, co-inventor dessa inovação.

Testes realizados com o Dental DART

O Dental DART foi testado em um ambiente clínico medindo o conteúdo bacteriano na superfície da luz da cadeira odontológica e na proteção facial usada pelo dentista. Os testes foram realizados antes e depois dos procedimentos de dimensionamento – que são conhecidos por aumentar significativamente a contaminação do ar.

Resultados

Os resultados mostraram que não houve aumento no número de bactérias viáveis ​​nessas superfícies após o tratamento com o uso do DART Dental. Por outro lado, sem o uso da barraca, houve um aumento significativo da contaminação em 14 vezes.

“O equipamento de proteção individual, ou EPI, pode ser infectado após ser exposto a aerossóis de procedimentos odontológicos. O uso do Dental DART pode diminuir a exposição do PPE a aerossóis e prevenir contaminação ambiental adicional no momento em que os dentistas removem seus braços, mãos e instrumentos da tenda”, disse o professor associado Vinicius Rosa, também co-inventor do dispositivo.

Visitas mais seguras ao dentista

Bureau of Labor Statistics classificou os dentistas na classe de trabalhadores com maior risco de contaminação por COVID-19 devido à grande proximidade de indivíduos e exposição a doenças.

Além disso, outros agentes infecciosos responsáveis ​​por pneumonite, gripe, hepatite, infecções cutâneas e oculares também podem ser transmitidos durante procedimentos odontológicos de rotina.

A odontologia é um serviço essencial e tem sofrido tremendamente desde o início desta pandemia. Muitos prestadores de serviços odontológicos em Cingapura impuseram uma proibição total dos procedimentos de geração de aerossol durante o surto de COVID-19.

Embora impor tal medida extrema seja compreensível, também deixou milhares de pessoas sem tratamento adequado. Nosso Dental DART pode ajudar a fornecer um ambiente mais seguro na clínica odontológica e diminuir a ansiedade e angústias psicológicas impostas pela pandemia COVID-19 a todas as partes envolvidas”, explicou outro co-inventor do dispositivo Professor Mandeep Singh Duggal, da NUS Faculty of Dentistry.

O DART é um dispositivo relativamente simples que esperamos possa vir a inspirar desenvolvedores brasileiros para oferta em nosso país.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Face @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fonte: Universidade de Singapura

Sugestões de leitura

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Mais eficientes na redução da placa e da inflamação gengival

Novo estudo com pacientes com periodontite revela que escovas interdentais e palhetas interdentais de borracha são mais eficientes na redução da placa e...

Crianças com aftas, o que fazer?

As aftas geralmente são úlceras rasas, brancas, cinzas ou amareladas com borda vermelha que podem durar até duas semanas. Algumas pessoas as confundem...

Diabetes pode enfraquecer os dentes e favorecer a cárie dentária

Diabetes, enfraquecimento dos dentes e cáries Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 são propensas a cáries dentárias, e um novo estudo...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?