Tratamento mais rápido para o câncer oral associado ao HPV

Tratamento mais rápido para o HPV associado ao câncer oral

24

Pesquisadores da Mayo Clinic desenvolveram um novo tratamento para pacientes com câncer de orofaringe associado ao HPV que, além de mais rápido, leva a um excelente controle da doença e menos efeitos colaterais, em comparação com o tratamento padrão. Em 2015 já alertamos aqui no Dentalis sobre os enormes riscos HPV para o desenvolvimento do câncer oral. 

O novo tratamento emprega uma cirurgia minimamente invasiva e metade da dose padrão de radioterapia, em comparação com os tratamentos atuais.

O novo tratamento também dura duas semana, em vez do padrão de seis semanas.

Os resultados de um estudo do novo tratamento foram apresentados na terça-feira, em outubro de 2021, na Reunião Anual da American Society for Radiation Oncology.

“O câncer de garganta causado pelo HPV é um das categorias de câncer de crescimento mais rápido nos Estados Unidos”, afirma o Dr  Daniel J. Ma.,  um oncologista radioterapeuta da Clínica Mayo e autor do estudo.

Efeitos colaterais minimizados do novo tratamento

O pesquisador afirma que, embora o tratamento padrão para essa variedade de câncer leve a altas taxas de cura, ele também pode resultar em muitas toxicidades de tratamento de curto e longo prazo, incluindo boca seca, problemas para engolir, rigidez do pescoço e problemas do maxilar.

“Muitos desses efeitos colaterais estão diretamente ligados à quantidade de radiação usada para o tratamento”, assegura o Dr. Daniel

Novo tratamento

O pesquisador e seus colegas desenvolveram um ensaio clínico inicial na busca de um novo tratamento usando cirurgia minimamente invasiva e metade da dose padrão de radiação.

O ensaio clínico inicial demonstrou que pacientes bem selecionados poderiam ter excelente controle da doença com toxicidade muito menor usando o novo tratamento.

“Nossas descobertas sugerem que em pacientes selecionados com orofaringe associada ao HPV, um tratamento de tempo mais curto, em comparação com o tratamento padrão, produz um resultado semelhante”, diz o Dr. Daniel Com base nesses resultados da fase 3, a Mayo Clinic adotou esta terapia de curso mais curto como seu padrão de atendimento para pacientes bem selecionados.

O Dr Daniel e seus colegas estão agora desenvolvendo futuros ensaios clínicos que irão testar se é possível combinar doses mais baixas de radiação com outras estratégias de tratamento, como a terapia por feixe de prótons, para reduzir ainda mais a toxicidade para os pacientes.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware, no Facebook @Dentalis. Software, e no Twitter @Dentalisne

Fontes: EurekAlertNew Treatment for HPV-Associated Oral Cancer

Sugestões de leitura

Morsicatio buccarum

Morder a parte interna da boca: o que causa esse hábito?

Mordeduras na parte interna da boca podem causar lesões na mucosa.  É um comportamento repetitivo e compulsivo.  Pode resultar em sangramento, inflamação e...

Conicidade e proximidade da raiz do dente tem relação com a periodontite?

Um estudo recente que buscou avaliar a relação entre a anatomia radicular e o estado periodontal, encontrou evidências de como a conicidade radicular...

Aparelho de cerâmica

Aparelhos de cerâmica: Prós e Contras

Os aparelhos cerâmicos realinham, ajustam e endireitam os dentes da mesma forma que os aparelhos metálicos tradicionais.  No entanto, os aparelhos cerâmicos têm...

Patógeno da periodontite e a conexão com a doença de Alzheimer

Um estudo investigando o papel do Treponema denticola (T. denticola) na patogênese da doença de Alzheimer foi apresentado por Zhiqun Tang do Hospital...

Esclerose múltipla e extrações dentárias

A esclerose múltipla costuma causar fadiga extrema e dificuldades físicas que podem tornar desafiador ao paciente cuidar de sua saúde bucal. Como resultado,...

Nova estratégia para prevenção e tratamento da cárie dentária

Uma das infecções mais comuns relacionadas ao biofilme é a cárie dentária, que afeta uma população de mais de 60% das crianças e...

Que tal você se juntar aos nossos clientes e se tornar um case de sucesso também?