Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

    Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

    Ritmo circadiano tem diferenças entre mulheres e homens

    Dois pesquisadores da Universidade da Pensilvânia analisaram artigos de pesquisadores que estudam o ritmo circadiano em humanos e encontraram um padrão interessante.
    Eles observaram a existência de diferenças de gênero .
    Seán Anderson e Garret FitzGerald publicaram um artigo na revista Science descrevendo as diferenças encontradas.

    Ritmo circadiano – o que é?

    Em primeiro lugar, não existe apenas um ritmo circadiano .
    Os ritmos circadianos dizem respeito a mudanças físicas, mentais e comportamentais que seguem um ciclo diário.
    Eles respondem principalmente à luz e à escuridão no ambiente onde um organismo vive.
    Dormir à noite e ficar acordado durante o dia é um exemplo de ritmo circadiano relacionado à luz.

    Ritmos circadianos são encontrados na maioria dos seres vivos, incluindo animais, plantas e muitos micróbios .
    O estudo dos ritmos circadianos é denominado cronobiologia .

    Os diferentes ritmos circadianos e o impacto sobre a vida dos seres

    Pesquisas anteriores descobriram que humanos e outros animais têm mais de um ritmo corporal. Além do ritmo circadiano, que regula o sono e a vigília, os humanos têm ritmos que controlam a respiração, a queda da pele e a frequência cardíaca – para citar apenas alguns.

    O ritmo circadiano é talvez o mais conhecido porque tem um impacto observável em nossa vida diária. Ele controla quando vamos para a cama e quando acordamos . Também está envolvido no metabolismo.

    Em certos momentos, ficamos mais cansados do que outros e, tendemos a acelerar ou abrandar o que quer que estejamos fazendo.

    Nesse novo esforço, os pesquisadores procuravam aprender mais sobre o ritmo circadiano lendo artigos escritos por pesquisadores que realizaram estudos diretos sobre seu impacto nas pessoas. Ao todo, os pesquisadores analisaram estudos envolvendo mais de 53 000 pessoas .

    Ao fazer isso, eles descobriram que a idade e o sexo “afetam substancialmente” os relógios biológicos .

    Ritmo circadiano – as diferenças entre mulheres e homens

    Os pesquisadores descobriram que as mulheres em geral tendem a ser pessoas da manhã, enquanto os homens tendem a ser noturnos .

    Eles também descobriram que as mulheres são mais resistentes a interrupções em seu ritmo circadiano natural.
    As mulheres tendem a ser mais ativas durante o dia, um padrão que também é comum em crianças. Elas são menos enérgicas do que os homens à noite, no entanto.

    E eles descobriram que as mulheres passam mais tempo dormindo.
    As mulheres também passam mais tempo em sono profundo de ondas lentas do que os homens.
    Elas também se mostraram mais resilientes a distúrbios enquanto dormiam.

    Os homens, por outro lado, eram mais propensos a tirar cochilos à tarde.

    Por que mulheres e homens têm ritmos circadianos diferentes?

    Os pesquisadores não encontraram nenhuma razão para as diferenças nos ritmos circadianos entre os gêneros.
    A hipótese é de que tenha a ver com o papel materno que as mulheres tradicionalmente desempenham. Parece natural que elas tenham um ritmo circadiano em sintonia com seus filhos.

    Eles também observam que algumas pesquisas encontraram uma ligação entre o ritmo circadiano nas mulheres e seu ciclo menstrual.

    Siga a Dentalis no Instagram @ DentalisSoftware , no Face @ Dentalis.Software e no Twitter @ Dentalisnet

    Fontes: Science , National Institute of General Medical Science

    Deixe seus dados para receber mais conteúdo no futuro

      Você toparia ter uma teleconsulta com um dentista para um atendimento inicial? SimNão

      Sugestões de leitura

      Impacto da Doença Renal Crônica na Saúde Bucal de Mulheres Pós-Menopausa

      Mulheres com idade mais avançada e portadoras de doença renal crônica estão mais expostas ao risco da perda de dentes a ponto de...

      Periodontite e o Risco de AVC em Pessoas com Menos de 50 anos

      A periodontite, uma inflamação das estruturas que sustentam nossos dentes, pode aumentar muito o risco de AVC (derrame cerebral) em pessoas com menos...

      Alerta para os riscos do Xilitol – Novo Estudo

      Um recente estudo, publicado no European Heart Journal, revelou uma ligação preocupante entre o consumo de xilitol, um adoçante de baixas calorias, e...

      Câncer bucal: o dentista pode ser o primeiro a detectar

      Quando vamos ao dentista, geralmente buscamos resolver um problema dental que esteja nos incomodando, obter uma limpeza dental ou melhorar a estética dos...

      Infecções Bucais: Causas, Sintomas e Tratamentos

      Infecções na boca podem ser bem incômodas e causar preocupação, tornando tarefas do dia a dia, como comer ou escovar os dentes, mais...

      Novo Medicamento pode Regenerar Dentes Perdidos

      Os cientistas vêm obtendo progresso no desenvolvimento de um novo medicamento que pode ajudar a regenerar os dentes. Sim, regenerar os dentes. O...